25/05/2015 - 16:48
Clique da Esperança - Esperança a um clique

Com doações online, projeto já arrecadou cerca de R$ 500 mil e auxiliou mais de 30 crianças a se tratarem de doenças graves

A corrida rotina diária das pessoas faz com que muitos caiam no piloto automático e não tenham tempo para olhar o próximo com atenção. Mas mesmo nesse furacão de coisas a fazer, sempre há uma rápida navegada na internet. É neste momento que a benevolência pode aparecer e em poucos cliques é possível ajudar quem mais precisa de carinho e auxílio financeiro.

O Clique da Esperança (www.cliquedaesperança.com), site que tem por objetivo arrecadar doações para crianças que precisam de cirurgia e tratamento médico por todo Brasil, surge nesta situação.

"O Clique da Esperança reúne pessoas que têm vontade de auxiliar crianças com doenças graves e precisam de tratamento, geralmente caro e de urgência", conta Fabio Laé de Souza, criador do projeto, que em nove meses já ajudou mais de 30 crianças com arrecadações que superam R$ 500 mil.

Qualquer valor a partir de cinco reais pode ser doado. A transação é feita via PagSeguro, ferramenta de venda pela internet, e o valor é depositado diretamente na conta dos pais da criança. "Não fazemos nenhum tipo de intermediação das doações, simplesmente fazemos as conexões e tudo de forma bastante transparente. O doador pode acompanhar sua contribuição em tempo real no histórico de doações da criança", conta Fabio Laé, que tem atualmente cerca de 20 campanhas ativas no site.

Fábio Laé ressalta que a real necessidade da família é comprovada por meio de documentos, exames médicos e entrevistas para evitar que o sistema seja utilizado por pessoas mal intencionadas.

Presente virtual
O Clique da Esperança não cobra nenhum tipo de taxa e os valores são representados por presentes virtuais ou mimos. Por cinquenta reais, por exemplo, é possível "comprar" uma fantasia de super-herói para Pedrinho Oliveira, de 1 ano, que precisa de um transplante de intestino feito apenas nos Estados Unidos. O bebê já recebeu quase 30 mil reais em doações por meio do site. "É uma forma de fazer com que as doações aconteçam de forma lúdica", diz Fabio Laé.

Engajamento social
Diariamente, o Clique da Esperança trabalha com ações no Facebook. A página do projeto já possui 125 mil fãs e assim conseguindo alcançar e impactar as pessoas a aderirem a doação online. Resultados do movimento foram os sucessos das campanhas dos bebês Sofia, que arrecadou R$ 7,4 mil em apenas 3 dias, e Pedrinho Lavras, que conseguiu R$ 152 mil e ir para os Estados Unidos para o tão sonhado transplante.

"Criamos mais de 500 posts por mês. As pessoas se solidarizam, e além da doação, também se engajam nas redes sociais para aumentar o alcance das campanhas. É o poder da Internet viralizando o bem", afirma Fabio Laé.

O Clique da Esperança nasceu de uma doença que impediu Fábio Laé, engenheiro de computação e administrador de empresas, de voltar ao trabalho. "Logo percebi que outras famílias passavam por situações até piores do que a minha. Queria algo mais do que fazer doações para uma criança específica. Queria criar algo que pudesse amenizar o sentimento de impotência dessas famílias, que pudesse trazer esperança e oportunidade de tratamento para essas crianças. Ao mesmo tempo, isso ajudaria as pessoas e a mim mesmo", relembra.

Para 2015, Fabio Laé quer muito mais. Meu objetivo é ajudar o maior número de crianças possível. Diariamente chegam novos pedidos e meu maior desejo é atender a todos", completa.

Para conhecer e ajudar ao projeto, acesse: www.cliquedaesperança.com





Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.