06/05/2016 - 12:00
Epitáfio


A distinta palavra vem do grego “Epitáfios”, se refere a frases escritas em mausoléus em cemitérios, para prestar homenagens aos despojos de ilustres mortos. Com imaginação fértil, fico a imaginar epitáfios das excelências de nossos políticos, vejam! Digo isso, pois no passado as frases escritas em túmulos, descreviam feitos heróicos, qualidades, dignidade, honestidade.

Vamos imaginar algumas lápides de figuras famosas, por favor, não quero dar nomes aos bois, portanto, fica a critério seu nomear o homenageado.

“Aqui jaz, um homem, cujo nascimento, deu-se em terras áridas, dedicou-se ao metal em grandes fábricas, pouco letrado, com domínio da lingüística, levou multidões a delírios, sagrando-se um salvador da Pátria”. Companheiro!

“Aqui jaz um grande estrategista”

“Aqui jaz, uma figura injustiçada pela carta magna de um grande país” Seu último suspiro foi um golpe!

Bom! Melhor parar por aqui. Visto que faltará papel para tantos elogios “pós mortem”, sim, pois figuras como essas aqui descritas, acreditam que ficarão para semente, querem eternizar-se, em seus altos cargos, dizendo-se impunes, inatingíveis, acima da lei, dizendo serem vítimas, sem a grandeza da humildade, essa seria uma qualidade impar para descrever em seus currículos ou em suas lápides. Que ilusão, não espere arrependimentos, a sorte ou azar dessas figuras, é que, quem estará encarregado de escrever algo em seus mausoléus, a última morada, serão seus parentes e os mais próximos, aqueles que se beneficiaram com os ganhos das falácias, que esses ilustres se especializaram ao longo de sua jornada terrena.

“Aqui jaz, uma pseudo-escritora indignada com os últimos acontecimentos, em nossas casas símbolos de uma democracia tupiniquim”

*Esta obra destina-se exclusivamente ao entretenimento, não condiz com a verdade, e fatos semelhantes, não passam de mera coincidência.







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.