04/10/2016 - 10:26
Facebook e a falsa sensação de pertencer a maioria


O acesso ao ambiente digital - mais especificamente às redes sociais-, pode provocar a sensação de conforto, pois, nesses locais, é possível selecionar o que queremos ou quem queremos seguir. Para se ter uma ideia, redes como o Facebook trabalham com afinidades, o que significa que, a partir dos links e palavras que mais compartilhamos e curtimos, ele fará um cruzamento sobre os assuntos e direções que mais nos agradam. Ainda, se postarmos um assunto específico, pode ser que essa postagem, exclusivamente, apareça para os contatos do nosso perfil que também compartilham desse conteúdo.
Esse mecanismo de cruzamento de informações faz com que os usuários se sintam a vontade para comentar ou compartilhar ideias com a crença de que a maioria concorda com eles, o que, muitas vezes, não é fato!

Em tempos turbulentos como os que estamos passando, é comum que a nossa timeline fique tomada por conteúdos políticos e, portanto, ideológicos, com direcionamentos mais para um lado que para o outro, dependendo do que buscamos- #tchauquerida ou #foratemer. Deste modo, quando uma posição ou opinião se mostra bem distinta da maioria daquelas que estão na timeline, alguns usuários se sentem autorizados para expressar repúdio, quando não, conteúdos violentos e que refletem o seu caráter. Li, em minha página, um post de uma moça que dizia que a militante do Levante Popular da Juventude, Deborah Fabri- que perdeu a visão de um de seus olhos em ato contra o impeachment de Dilma Rousseff -, deveria ter perdido a dos dois...

Ocorre que o Facebook, através desse jogo de afinidades, contribui para a propagação do ódio. É claro que isso também é provocado pelo usuário que acaba, muitas vezes sem perceber, selecionando aquilo que mais lhe agrada. O grande problema é que a maior parte não sabe como de fato funciona o sistema, o que provoca a falsa sensação de pertencer à maioria e, portanto, estar autorizado a propagar discursos violentos.

 

Coluna publicada na página 13 da edição 188 da Gazeta de Votorantim de  de 30 setembro de 2016







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.