20/10/2016 - 09:41
Nosso lar


Ao ler relatos de experiências espaciais, me pergunto qual o real objetivo de gastar bilhões de dólares em máquinas que possam nos levar a outros planetas.

A curiosidade em descobrir vidas em outros lugares é de longa data, o mais engraçado disso tudo é que procuram, e quando descobrem o menor indício de que somos visitados por outros seres, os governos mundiais correm e desmentem veementemente qualquer pressuposto de tal acontecimento. Isso é no mínimo ilógico, a não ser que já tenham de fato descoberto algo e guardam em segredo a sete chaves.

Se pensarmos pela lógica, de que nenhuma matéria é inútil, fica realmente difícil acreditar que somente nós existimos nessa imensidão do universo.

Tempos atrás disseram ter encontrado um planetóide escuro, denso, com características próximas as da Terra, porém, sem condições de desenvolvimentos tecnológicos em função de não haver satélites naturais, não sei bem se isso influencia ou não os nossos avanços, sempre que veiculam essas notícias são mais uma charada, nada de profundo ou esclarecedor, o apelidaram de 666, será coincidência?

Se avançarmos em nossas divagações, sabemos que nosso lar, está agonizando, prestes a passar por uma transformação, que fará as devidas mudanças, alocando os seres de acordo com sua evolução espiritual, a meu ver esse planeta está sendo preparado para receber os degredados.

A Terra precisa alinhar-se novamente no universo, com isso será uma reestruturação ou adequação, poderemos ter tempos difíceis, haja vista que o aeroporto de Tampa na Florida, EUA, repintou suas pistas, pois o eixo da Terra mudou o pólo magnético norte, outros aeroportos já fizeram mudanças, dizem os cientistas não haver nada de apocalíptico nisso.

Sempre ao escrever minhas idéias peço que não liguem com nenhuma religião, profecias apocalípticas, apenas estamos filosofando em fatos que lemos em noticiários ou texto voltados a astronomia, porém, não sou nenhuma especialista, nem tenho a pretensão de ser.

Voltando as mudanças que estão ocorrendo em nosso lar, podemos ver diariamente a agonia que o planeta está passando, primeiro pelo aumento expressivo da população, estamos com um déficit de 30%, em relação ao que produzimos e o que consumimos, o descarte inadequado de nosso lixo compromete muito a qualidade de nosso lar.

Talvez tudo isso tenha um motivo, as transformações e o preparo de outro lugar, quem sabe aqui fique sendo uma incubadora de novos genes, ou para o aprimoramento de nosso comportamento, para que possamos habitar planetas mais evoluídos, talvez sem a necessidade de corpos, apenas energia, sem usar matéria, apenas luz, quem sabe?

Será que não encontramos ou enxergamos nada de pseudo-anormal ou alienígena, pois suas formas corpóreas sejam invisíveis aos nossos olhos? Quem sabe se eles não nos monitoram, ou somos experiências de laboratório para ver como nos saímos nos conflitos, nas guerras, quem sabe? Como tudo tem sua hora exata, talvez para nós ainda não tenha chegado.

Sem precisar ler nem uma vírgula de livros apocalípticos, apenas observando a nossa volta, podemos parar e pensar se essas idéias fazem ou não sentido? Ou se são apenas frutos de uma mente criativa e imaginativa.

Nosso lar carece de atenção, por outro lado precisamos sanar esse déficit de consumo de água e alimentos, independente de haver ou não essas mudanças, a responsabilidade de tentar amenizar um pouco que seja o impacto do sofrimento de alguns é inteiramente nossa de cada um, afinal somos passageiros de uma mesma viagem.

Se cada um fizer uma pequena parte, quem sabe a Nau para a viagem de regresso vá com lotação completa para o verdadeiro nosso lar.







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.