13/05/2014 - 17:25
Caçadores de solteiros


 Eles estão por toda a parte. São os “perturbadores de Israel”. Em sua grande maioria são jovens lindos marombados,  pernas, seios,  bumbuns e braços esculturais.  E, claro, dão preferencia a roupas que exibam seus “dotes”. Até bem pouco tempo atrás, limitavam-se a sair à caça apenas a noite. Mas, hoje... hoje a coisa mudou.
Não importa o horário. O lugar também é indiferente. Desde que tenha ao menos um solteiro , claro. E pobre deste último. É sempre acuado para todos os lados. Agora mais do que nunca  compreende  perfeitamente o significado do velho ditado que virou canção , ou foi a canção que virou ditado. Sei lá! E o que isso importa agora? A única coisa que eu sei,  é que embalado por melodia dançante, Ney Matogrosso, ainda no comecinho da década de 80 profetizou a dura realidade dos solteiros hoje em dia: “SE CORRER O BICHO PEGA. E SE FICAR O BICHO COME.”
 OU MELHOR, BEIJA. E BEIJA MUUUITO.
Caçadores de solteiros. São predadores.  Têm faro. Não podem ver um isolado, mexendo em seu celular, olhando uma centena de vez no seu WhatsApp pra ver se alguém dá sinal de vida e o faz quebrar a rotina melancólica do dia, que se aproximam e começam a PEGAÇÃO.
É isto mesmo.  PEGAÇÃO. Os caçadores de que eu estou falando são os lindos, maravilhosos pombinhos. Os casais de namorados.
 Parecem um bando de feticheiros, que só conseguem obter prazer e realização num beijo se puderem ver o martírio de um “solteiro abandonado”. É incrivel mas todas as vezes em que saio sozinho eu me torno alvo dos caça solteiros. Ao passo que quando estou acompanhado de alguma amiga, nem é tanto assim. O fato é que as coisas mudaram, evoluíram? Não sei. Tudo o que sei é que ser solteiro hoje está cada vez mais difícil. Experimenta ir ao cinema sozinho. Ao  chegar na fila da bilheteria, vc  ja dá de cara, ou com familia: papai, mamãe e filhinhos, ou com? Casais de namorados. Estes, parece que quando te vêem, têm algum botão- sabe lá aonde- acionado. E o marombadinho puxa logo a pernuda para perto, tasca-lhe um daqueles beijões que estala tudo, e você? “Que importância tem? É apenas ‘o solteiro’”. Resumindo, o caçado. Queria saber se existe algum clube ou reunião secreta desses caçadores que ao final do dia fazem apuração do casal que mais solteiro caçou para receber algum prêmio, ou se simplesmente o fazem pelo prazer de ver o miserável do solteiro cabisbaixo, ou  girando o pescoço de um lado para o outro tentando encontrar uma cena menos deprimente. Mas aonde? Na fila da bilheteria do cinema Fala séerio! Como diz a garotada.
E nos PUBs? Ja viu como é?O solteiro quando chega num lugar assim, procura sempre o lugar mais escuro, o mais distante possível do mezanino. De preferência no balcão, perto do bar man onde sabe que será mais fácil e rápido fazer seu pedido e a única cena que vai presenciar é da comunicação, as vezes estressada dos garçons e demais funcionários por trás do balcão. Pelo menos é o que espera neh? Pobre miserável. Além de sozinho, é um sonhador. Não importa quão escuro e reservado seja o lugar. Sempre aparecerão  caçadores de solteiros. Eles abrem mão da mesa reservada na parte de cima, com menos barulho, cadeiras confortáveis, para sentarem-se no banco duro e desproporcional ao tamanho das pernas. E tudo isso para que? Para se pegarem diante do solteiro, que, vamos combinar, já tá curtindo uma tremenda de uma fossa. Ou alguém ai pode me dizer que o individuo que vai sozinho para um PUB em pleno sábado à noite, não está curtindo uma carência braba?
É... eu sinto falta do tempo em que beijo é tão sagrado quanto a óstia. Já percebeu como  fazem os participantes? Alguma vez vc já viu alguém mastigando aquele negócio de boca aberta e caminhando pelo corredor da igreja? Eu nunca vi. E beijo era assim. Escondido, em segredo. E quando o “marmanjo” que ja namorava a quase 2 anos tentava dar um selinho na namorada à luz do dia, ela baixava acabeça, soltava um sorriso acanhado e dizia travando os dentes: “aqui nãão! Tenho vergonha”.
Sei que as coisas mudaram. As pessoas, o mercado. Outro dia eu vi um casal de namora... digo, Caçadores caçando dentro de uma loja. Mas o pior é que eles eram funcionários da mesma. Isto não. Isto é um absurdo pra mim. Talvez porque eu também seja um “miserável colteiro”.  É... As coisas mudaram mesmo. E que é de uma estupidez tremenda da minha parte, querer que as coisas voltem a ser como antes. Quando os solteiros viviam em paz e harmonia com os namorados. E quando o “segurar vela”,  não implicava  mais do olhar para o outro lado enquanto o casal dava um rápido beijinho. E o melhor: era sempre avisado antes. Ah tempo bom! Mas quer saber de uma coisa: Não seria bom que voltasse não.
Bom seria mesmo é que todos, mas todos os solteiros, todos mesmos, se unissem e numa ação coletiva, deixassem de ser solteiros. Só assim extinguiriamos de uma vez por todas, da face da terra esses tais CAÇADORES DE SOLTEIROS.
BEIJOS, OU MELHOR, TCHAU.

 


publicado na edição n° 67 de 10 a 16 de maio de 2014 do Jornal Gazeta de Votorantim, na página 20







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.