02/02/2017 - 11:57
A Educação Profissional na superação da crise


Valmir Aparecido Cunha

São decorrentes os discursos sobre a crise que o país está vivendo. Está pode ser considerada uma, ou se não a maior das dificuldades econômicas que o Brasil está vivenciando desde a proclamação da República, que afeta principalmente a classe trabalhadora. Mas a questão é como superar está situação tendo em vista a grande quantidade de postos de trabalhos fechando, e a grande quantidade jovens buscando oportunidades para ingressar no mercado de trabalho? Esta é uma resposta difícil, não há uma receita pronta, é um processo de médio e longo prazo. Mas o que fazer?

A história mostra que nos períodos no qual a economia não estava indo bem e o país necessitando crescer, o que auxiliou este desenvolvimento foi o investimento na educação profissional para a preparação de mão de obra qualificada. Podemos observar, por exemplo, o crescimento ocorrido em nossa região, ela teve um grande impulso alavancado pela educação profissional a partir dos anos de 1970. 

Mas o que fazer! O cidadão tem que se preparar melhor, adquirir conhecimentos técnicos, buscar uma qualificação, ser mais empreendedor (entenda empreendedor não somente como alguém que vai montar um negócio, mas indivíduos visionários, flexíveis, sem medo de correr riscos). As organizações buscam a excelência nos resultados de suas ações, assim recorrem ao mercado de mão de obra com o objetivo de buscar os melhores.  

Devem buscar o aprimoramento nos diversos conhecimentos técnicos. E a educação profissional é um valioso instrumento para isto. Fazer curso de nível médio técnico ou superior de tecnologia são estratégias que podem ser adotadas com resultados rápidos. A final são cursos de curta duração, específicos e direcionados ao mercado de trabalho. 

Opções de cursos não faltam, mas a escolha deve ser bem pensada, direcionada e de acordo com a região e segmento que você pretende atuar. Por exemplo, na região metropolitana de Sorocaba há diversas empresas que variam do segmento de varejo ao segmento de tecnologia de Informação, além das áreas de serviços. O que abre um “leque” de opções muito interessante. 

Mas qual curso fazer?  Está é uma duvida que assombra todos os jovem iniciantes no mercado de trabalho, o que dirá então os que já são profissionais experientes e necessitam mudar de profissão. Assim, apresentam-se algumas sínteses de áreas de atuação em tecnológico.

Em Logística o profissional se capacita para atuar nas áreas de movimentação e armazenagem de matérias, fazendo a gestão de fretes, rotinas de recebimento e expedição de mercadorias, controle de custos, entre outras atividades nos segmentos industriais, varejo e atacadistas, assim como no comércio internacional. 

Finanças a capacitação é para atuar nos setores financeiro, industrial e comercial, com domínio de ferramentas de gestão de fluxo de caixa, custos, negociações de recursos, analise de risco, etc.. Há hoje uma procura grande por este profissional.

A Gestão da Qualidade é uma área em expansão onde o profissional irá atuar como analista, assistente, coordenador da qualidade. Planejando, projetando, supervisionado e auditando a qualidade de produtos e serviços, tendo domínio de conhecimento em metrologia, desenho mecânico, custos, entre outros.

Na Gestão da Produção mecânica ou industrial o profissional atuará em indústrias de transformação fabril, estando hábito em atuar nas áreas produtivas controlando, liderando, decidindo sobre capacidade de maquinas e produtividade. 

Em Administração o profissional terá competência para atuar nas diversas áreas como comércio, indústria, serviços e setor financeiro. È uma formação generalista, mas abre muitas possibilidades. Este profissional terá conhecimento em Marketing; produção, movimentações logística, finanças, custos, recursos humanos, entre outras habilidades.  

Há várias outras opções de cursos, mas deve-se lembrar que tendo uma formação profissional os tecnológicos serão uma excelente opção, e se tratando de iniciante no mercado de trabalho os colégios técnicos se torna a melhor oportunidade de trabalho, por sua formação ser mais prática e operacional, neste caso, existe várias instituições de ensino público renomados na região. A crise é inevitável, mas por quanto tempo ela irá te afetar só depende de você!


Valmir Aparecido Cunha. Mestre em Administração e professor na Universidade de Sorocaba nos cursos de Administração; Engenharia da Produção; Logística; Comércio Exterior e Gestão da Qualidade. Empreendedor do segmento varejista de Sorocaba. (e-mail: Valmir.cunha@prof.uniso.br)







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.