22/05/2017 - 11:19
Projeto de Lei para combater o consumo de álcool na gestação
 Foto: Divulgação 

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) declarou apoio à campanha de conscientização sobre a Síndrome Alcoólica Fetal (SAF), realizada pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP) e Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP).

O promotor de Justiça Jairo Edward de Luca, juntamente com os presidentes  do Cremesp, Mauro Aranha, e da SPSP, Cláudio Barsanti, preparam um Projeto de Lei que será apresentado à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). O texto solicita que bares, restaurantes e mercados, entre outros estabelecimentos, divulguem informações sobre os riscos da SAF, afixando cartazes sobre o tema.

O Cremesp também está editando uma resolução que determina que hospitais, clínicas e maternidades fixem cartazes em suas dependências para sensibilizar a população.

A Síndrome Alcoólica Fetal é uma doença grave que não tem cura, decorrente da ingestão de álcool durante a gravidez. A doença pode acarretar sequelas irreversíveis ao bebê.







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.