05/09/2017 - 12:05
Cerca-lourenço do Esporte Edição 234


Kaká Martins

Pelo Varzeano da Segunda divisão, eu tinha apostado numa eventual classificação antecipada e acesso para a elite do futebol de Votorantim de dois times, e foi exatamente o que aconteceu.

Materiais Jardim Clarice e Itaporanga conquistaram com muito mérito e dedicação seus passaportes para uma primeira divisão com 16 times em 2018. Mais duas agremiações jogarão a sorte amanhã, e Vila Garcia e Aliança levam uma pequena vantagem contra respectivamente Bar do Lupa e Ângelo Vial, pois além da vantagem de dois empates, os times venceram seus confrontos na abertura das quartas.

Pelo Campeonato Veterano, o Fluminense terá que “comer a grama” para tentar reverter a vantagem do fortíssimo Guanabara, que jogava por dois empates e saiu vitorioso no jogo de ida da grande final do Veterano. Tudo pode acontecer, mas deverá prevalecer o elenco e qualidade técnica do time do Guanabara, que não tem medido esforços nos últimos anos para investimentos na primeira divisão, quarentão e veterano.

A Terceira divisão começa dentro de alguns dias e, se tradicionalmente temos a técnica e baixa qualidade de jogadores ou inexperiência das diretorias, o que sobra é a vontade, a união da “galera” do bairro, e o orgulho de um pai, mãe, irmão, em ter o garoto representando o bairro ou a família na Terceirona.

Neste ano, até a segunda divisão teve queda na qualidade, e o exemplo disso foi a vitória do Materiais contra o Tatiana por 4x0. Um placar que não refletiu em absolutamente nada praticamente o tempo todo, num jogo sofrível, fraco, mas que prevaleceu a individualidade de dois ou três jogadores que se entenderam nos últimos 15 minutos, sacramentando a classificação do time do Jd. Clarice.

O Itaporanga nunca esteve na primeira divisão em seus mais de trinta anos de fundação. Uma torcida apaixonada, comandada pelo Osni e Roberto do Bar Itaporanga, que unem esforços buscando patrocinadores de diversos segmentos dentro do Jardim Paulista e nas imediações, sempre montando, especialmente nos últimos anos, bons times, mesclando a qualidade de jogadores da cidade com jogadores de outras, como por exemplo, os de Itu, responsáveis pelo acesso, mas que custaram um pouco mais comparado ao “bicho” de anos anteriores. Parabéns Itaporanga!

Vamos conhecer amanhã mais dois times da elite do futebol do ano que vem, e continuamos a torcer por uma melhora na técnica da Terceirona, e consequentemente a Segundona, ou precisamos fazer uma reflexão sobre o motivo dessa queda brusca de falta de jogadores técnicos e motivação.

Kaká Martins é colunista da Gazeta de Votorantim, radialista e narrador esportivo.

 

Coluna publicada na página 12 da edição 234 da Gazeta de Votorantim de 02 a 08 de setembro de 2017







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.