25/09/2017 - 13:22
Cerca-lourenço Edição 237


Águas de Votorantim leva atendimento ao Votocel
A Águas de Votorantim realiza, em 28 de setembro, o atendimento itinerante no Votocel. Moradores do bairro podem comparecer, das 9h às 16h, na rua Eugênio Ildefonso, 111 (em frente à Escola Maria Helena de Moraes Scripillitti). Atendentes da concessionária estarão no local para esclarecer dúvidas e solicitar serviços como ligação de água e esgoto, impressão de segunda via de conta e quitação de débitos, entre outros.

Câmara quer ajudar os funcionários a se qualificarem
Bruno Martins (PSDB), presidente da Câmara, no último dia 12, apresentou projeto de lei que busca alterar a Lei de remuneração dos servidores públicos da Câmara, para com isto regulamentar a gratificação de especialização, ampliando esse mecanismo de incentivo de estudo e preparo também para os servidores ocupantes de cargo de comissão. O projeto ainda visa concessão do auxílio educação, mecanismo que auxiliaria os servidores com as despesas educacionais.

Parceria com a UNOPAR
Dentro desta proposta do presidente Bruno Martins, uma questão já está acertada: é a parceria de convênio com a UNOPAR de Votorantim, que tem como presidente o empresário votorantinense Marcos Mesadri. A parceria consiste em desconto que vai de 10% a 30% para funcionários da Câmara Municipal de Votorantim.

Ouvidoria para a Câmara
A Câmara de Votorantim já conta com o SIC – Serviço de Informação ao Cidadão – e Portal da Transparência. Agora, por sugestão do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, passará a contar com a Ouvidoria, que será desempenhada, exclusivamente, por funcionário efetivo, com função gratificada, a partir da aprovação por parte dos vereadores, sanção e publicação da lei.
 
APAE esclarecendo o que foi dito na Câmara
Representantes da APAE estiveram no gabinete do prefeito Fernando Oliveira Souza (DEM), na quinta-feira (28), para entregar uma carta de esclarecimento e de repúdio à propagação de informações indevidas e distorcidas sobre a instituição.

APAE não gostou do vídeo veiculado nas redes sociais
O caso foi propagado nas redes sociais por pessoas que editaram e usaram um vídeo gravado, no último dia 12, em sessão legislativa, no qual três alunos atendidos pela entidade falavam da importância da APAE, e um deles citou o transporte realizado. “Ou seja, a fala fora do contexto perdeu totalmente o sentido, além de expor uma pessoa com deficiência intelectual”, diz a nota de repúdio.

Informações errôneas a respeito da APAE foram divulgadas
A nota diz ainda que a APAE “repudia o uso de qualquer imagem, marca e nome correlacionada à APAE de forma indevida realizada por qualquer pessoa externa em prol de manifestações, ataques ou ações que exponham de forma negativa nossa instituição e nossos atendidos”, destacando que “informações errôneas a respeito da APAE foram divulgadas de forma descontextualizada e distorcida e não nos representam”.

Exoneração de baciada
O prazo para resposta do questionamento da vereadora Fabíola Alves Pedrico (PSDB) ao executivo (Prefeitura) sobre a escolaridade dos aproximadamente 240 comissionados vence nesta semana que inicia. Em seu requerimento, a vereadora pede a lista com os nomes de cada um dos comissionados e se os documentos apresentados para a contratação estão dentro das normas do MEC (Ministério da Educação).

Preferiu pedir para ir para casa
Uma coisa é certa: com a quantidade de comissionados que foram exonerados na última sexta-feira, dia 22, é quase certo que o motivo seja exatamente o questionamento da vereadora, ou seja, aqueles que estavam em função que exigia tal escolaridade e não tinham, preferiram pedir para ir para casa.
 
Ex-tucanos na lista
Da lista de exonerados publicada no Jornal Município de Votorantim, chama atenção pelo menos quatro nomes: o quarteto é de ex-tucanos desgarrados do ninho, e que na mudança de casaca vestiram a do prefeito Fernando Oliveira Souza (DEM); mas com um detalhe: na gestão passada eles já eram comissionados. A pergunta que fica é se a questão do diploma passou despercebida ou se eles estavam em outros cargos que não exigiam a mesma escolaridade?

Se tinha, por que nenhum vereador questionou?
A vereadora Fabíola Alves Pedrico (PSDB), ao ter as informações (através desta coluna), de que os ex-PSDBISTAS exonerados ontem já eram comissionados na administração passada (Erinaldo Alves da Silva -PSDB), disse desconhecer o fato. Mas foi enfática em dizer que se estes estavam mesmo na administração de seu pai e nos mesmos cargos, faltou um vereador para fazer o questionamento. E completou: “Aliás, tem secretário que era vereador na gestão passada”.

Heber com Ciro Gomes
O pré-candidato a presidente nas eleições 2018 pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), Ciro Gomes, esteve no município de Sorocaba, nesta sexta-feira (22). Durante a tarde discursou em encontro com representantes regionais, o qual contou com a participação de Heber Martins, presidente do PDT de Votorantim, integrando a mesa. “Acredito na potência que está concentrada nas cidades de Sorocaba e Votorantim, outras cidades deveriam se inspirar neste polo de crescimento econômico e industrial”, disse Ciro Gomes em entrevista à Gazeta de Votorantim sobre a escolha da região para o encontro político.

Visita de vereadores ao aterro vira caso de Polícia
A visita dos vereadores Heber Martins (PDT), Zelão (PT) e Fabíola (PSDB) ao aterro sanitário nesta semana desagradou o secretário de Serviços Públicos, Pedro Nunes, que teria, inclusive, registrado um boletim de ocorrências ontem alegando invasão. Segundo uma fonte desta coluna, o Conselho de Ética da Câmara deve se reunir para avaliar o caso, podendo, inclusive, pedir cassação dos parlamentares.

O que dizem os vereadores
Nossa reportagem não teve tempo hábil para ouvir os envolvidos. Até o fechamento desta edição, a vereadora Fabíola Alves respondeu que não tinha conhecimento sobre o BO e que a visita foi amparada pela lei criada na legislatura passada, de autoria do então vereador e hoje vice-prefeito, Lê Baeza (PV), que garante o direito dos vereadores de acessarem os prédios públicos. Ela ainda explicou que a visita foi para apurar uma denúncia e que, devido à recente investigação da Comissão Especial de Inquérito – CEI – do lixo, é natural que os vereadores continuem atentos ao assunto. “Na gestão passada, os vereadores foram ao aterro e outras repartições, e a Administração nunca registrou um BO por isso. É dever do vereador fiscalizar, ele deveria saber disso e não ter essa postura”, finalizou.
O vereador Heber Martins (PDT) explicou que os vereadores estavam no exercício da função de fiscalizador e a entrada foi realizada pela parte aberta do aterro, por onde entram várias pessoas diariamente. “Estou tranquilo quanto a isso”, disse.

 

Coluna publicada na página 02 da edição 237 da Gazeta de Votorantim de 23 a 29 de setembro de 2017







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.