02/10/2017 - 11:59
Cerca-lourenço Edição 238


Prefeitura faz BO contra vereadores que foram ao aterro sem pedir permissão
O prefeito de Votorantim, Fenando de Oliveira Souza (DEM), enviou ofício ao presidente da Câmara, vereador Bruno Martins, para informar que o secretário municipal de Serviços Públicos (Sesp), Pedro Nunes Filho, lavrou boletim de ocorrência, no último dia 21 de setembro, motivado pela invasão do aterro sanitário, praticada pelos vereadores Zelão (PT), Heber Martins (PDT) e Fabíola Alves (PSDB).
 
Vereadores descumpriram a lei?
Segundo o histórico do documento policial, os vereadores entraram no aterro sanitário sem aviso prévio – conforme determina a Lei Municipal nº 2442/2015, pelos fundos da área pública, sem passarem pela portaria.
 
Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara
Na terça-feira (26), durante a sessão da Câmara, o presidente Bruno Martins comunicou a chegada do ofício do prefeito e leu o teor do documento e do boletim de ocorrência, informando que encaminhará a questão à Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, presidida pelo vereador pastor dr. Luiz Carlos dos Santos (PSL), para análise do ocorrido e tomada de providências cabíveis.
 
Heber Martins falou pelos vereadores que são citados no B.O
“Quanto ao Boletim de Ocorrência formulado contra os vereadores que integram o bloco de oposição ao Governo Municipal, esclarecemos que os fatos lá relatados não correspondem com a realidade do que aconteceu. Na ocasião nos dirigimos até o local, em horário comercial, mais precisamente às 16h30, para constatar possíveis irregularidades cometidas pela Administração Municipal, diante de denúncia apresentada a nós, cumprindo nosso dever legal de fiscalização dos atos públicos, concedidos a todo parlamentar, conforme estabelece a Constituição Federal”.

É dever e obrigação dos vereadores fiscalizar
“Sobre o encaminhamento do Boletim à Comissão de Ética, esclarecemos que estamos tranquilos quanto a isso, visto que nossa atuação está respaldada no que a Lei estabelece, sem o cometimento de qualquer excesso por nossa parte”, Heber continuou.
 
Administração Municipal quer desmoralizar os vereadores de oposição
“Por fim, é evidente que a Administração Municipal por meio de seus apoiadores na Câmara, busca a qualquer custo, a desmoralização dos vereadores de oposição com práticas persecutórias, visando prejudicar fiscalizações e investigações realizadas por nossa combativa oposição, principalmente lesando, e muito, o interesse público e do cidadão votorantinense que nós, com tanto afinco, defendemos”, concluiu.
 
Dando o troco
Heber Martins, agora falando por si e não pelos vereadores que estão sendo acusados de invasão ao aterro sanitário, garante que a atitude do secretário Pedro Nunes contra o presidente (Heber Martins) de seu partido (PDT) já é de conhecimento do diretório estadual do partido (PDT), e o partido poderá entrar com uma representação no Ministério Público (MP) sobre o fato de Pedro Nunes estar secretário, ferindo assim a moralidade pública, por estar respondendo por improbidade administrativa.
 
Reunião para esclarecimentos
Na última terça-feira (26) foram chamados ao gabinete do prefeito Fernando Oliveira Souza (DEM) os vereadores Pastor Lilo (PMDB), Gaguinho (DEM) e Pr. Dr. Luiz Carlos (PSL), e a conversa tinha o propósito de esclarecer as proposituras sobre a taxa de serviço público de coleta de lixo (TSP), a Contribuição de Iluminação Pública (CIP) e o projeto que traz alteração na legislação relacionada ao Imposto Sobre Serviços (ISS); que eles, vereadores, estariam votando na quinta-feira, dia 28.
 
“Se o problema é um caminhão de merda de vaca ...”
Dos três vereadores presentes, o único que mostrou ter dúvidas e não estar convencido foi o vereador Gaguinho (DEM), que aproveitou a ocasião para reclamar que o prefeito estava fazendo este pedido, mas que os pedidos dele (Gaguinho) não vinham sendo atendidos. Perguntado sobre quais eram estes pedidos, Gaguinho relacionou que requereu uma máquina para acertar uma área pública, a pintura de solo para uma rua e um caminhão de esterco para adubar um jardim público.
 
Ganhou o caminhão de bosta de vaca e votou contra
Ao perceber que as solicitações do vereador Gaguinho eram muito simples e fáceis de solucionar, de imediato foi autorizado atender aos três pedidos do vereador, que saiu da reunião garantindo que votaria favoravelmente às propostas do prefeito. Porém, na terça e na quarta-feira, Gaguinho já dizia nos corredores da Câmara que não concordava com a proposta e iria votar a favor do povo e não a favor do prefeito.
 
E foi o que aconteceu
Gaguinho não só votou contra como também fez críticas aos secretários que estão mais próximos do prefeito, pois segundo o vereador Gaguinho, estes secretários não têm diálogo com a população. Além de ter criticado a contratação emergencial (lixo), afirmando que esta seria a responsável pela pauta de votação da quinta-feira, que teria dobrado os gastos do município e o povo não poderia pagar esta dívida.
 
Ação e reação
O voto e os comentários de Gaguinho lhe custaram o emprego de um indicado seu no governo municipal. Ontem, o jornal Município de Votorantim trouxe a exoneração de Marcos Queiroz, conhecido na Vila Nova como Duia. Duia estava lotado na Secretaria de Educação.
 
Acabou a parceria da prefeitura com o Ieio da Chave
Outro que se manifestou contrário às propostas do prefeito Fernando Oliveira Souza (DEM) foi o Ieio, Fagner, morador da Chave, que ontem recebeu uma notificação da Prefeitura que dizia que ele estaria proibido de explorar o estacionamento ao lado do terminal João Souto (em frente o Auditório Municipal), coisa que Ieio faz há mais de três anos. Lembrando que Ieio foi candidato a vereador pelo PT e é assíduo frequentador da Câmara Municipal, principalmente o gabinete do vereador Zelão (PT).
 
Membro do PPS não concorda com o prefeito
Outro que se manifestou nas redes sociais como contrário às propostas do prefeito Fernando Oliveira Souza (DEM) foi jovem Murilo Piatti (PPS), que é estagiário na Secretária de Desporto (Sedesp). Até ontem à tarde (sexta-feira), Piatti disse a esta coluna que não havia sido exonerado de sua função, mas o presidente do PPS, Eric Romero, disse ontem à coluna (Cerca Lourenço) que Murilo Piatti é membro da executiva do partido (PPS) e vai se reunir com ele na segunda-feira (02) para esclarecer que o PPS é governo, e sendo assim, os membros do partido têm que estar alinhados com as ideias e propostas do governo.
 
Marcão Papeleiro
Quem se fez presente na sessão extraordinária de quinta-feira e teve sua imagem vinculada nas principais emissoras de TVs da região foi o ex-vereador Marcão Papeleiro (PT). Diferentemente do que aconteceu em Sorocaba, na votação de cassação do prefeito Crespo, na qual Marcão aparece distribuindo tapas, em Votorantim o petista se limitou a gritar palavras de ordem e estimular os presentes a chamarem o vereador Lilo de Judas, além de, exaltado, forçar o vidro do plenário após o encerramento da sessão.

Secretário de Estado visita a cidade na segunda
Quem vai estar em Votorantim na segunda-feira (02), é o secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Arnaldo Jardim. Jardim percorre a região durante o dia, e a partir das 19 horas, participa de reunião com o prefeito Fernando Oliveira Souza e com o presidente local do PPS, Eric Romero. Arnaldo Jardim é um dos principais nomes do PPS nacional.
 
Deputado João Caramez estará em Votorantim na segunda-feira
O deputado João Caramez (PSDB) volta à Votorantim na próxima segunda-feira (02). Desta vez, o deputado vai participar da reunião política realizada mensalmente pelo presidente da Câmara, Bruno Martins. O encontro político acontece na residência do pai do vereador, na Avenida Luiz do Patrocino Fernandes, 1275, a partir das 19 horas.

 

Coluna publicada na página 02 da edição 238 da Gazeta de Votorantim de 30 de setembro a 06 de outubro de 2017







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.