24/10/2017 - 13:09
Sou oposição sim e faço política com propósito


Somos sim oposição declarada ao Governo, mas de uma forma respeitosa, coerente e inteligente. A Câmara Municipal têm 11  vereadores, sendo 03 oposicionistas.

O propósito do Prefeito Fernando era fazer gestão, porém não é o que vemos, pois vem fazendo a política do retrocesso, onde beneficia apenas o seu grupo, deixando a desejar quem acreditou em seu Plano de Governo e suas promessas de campanha.

O Prefeito, alguns Secretários e Vereadores, têm justificado suas ações desastrosas culpando a oposição. O que não é verdade, pois estamos há 10 meses na atual gestão. E de aproximadamente 50 Projetos de Leis, enviados a nossa Casa Legislativa, apenas 04 deles foram votados contrários, inclusive por alguns vereadores da base governista, seja por motivos de não ter clareza no projeto, ou entendendo que prejudicaria ainda mais a população.

As justificativas do Governo foram que tinham que “acertar a casa”, o que não é verdade, pois o Governo anterior deixou as contas em dia. Outra justificativa é que o orçamento era do governo anterior, também faltam com a verdade, pois o Prefeito pode mexer até 15% do orçamento, ou seja, pode fazer o remanejamento de verbas. Quando não se tem mais justificativa, culpam a oposição, sendo minoria na Casa.

Sendo assim, vamos aos fatos, mostrando parte de seu desgoverno:
- Ganharam as eleições com discursos acirrados sobre Ficha Limpa e hoje já são vários que compõe o seu governo, condenados pela justiça.
- Inchamento da máquina administrativa com cargos comissionados. O qual prometeu trabalhar com no máximo 190 cargos e hoje ultrapassam 230.
- Saúde está um caos, com uma dívida de aproximadamente R$ 10 Milhões, falta de medicamentos nos Postos de Saúde, sendo também o 4º Secretário em apenas 10 meses.
- Aumento nas taxas municipais.
- Contratação Emergencial da empresa de coleta de lixo, que está sendo investigada pelo Ministério Público e trouxe prejuízo aos munícipes, em especial à Secretaria de Educação, entre outras pastas.
- Até a presente data não houve prestação de contas da Festa Junina, a qual foi 100% terceirizada.
- Podemos ter o aterro regional em Votorantim, ou seja, outras cidades poderão jogar toneladas de lixo em nosso município, o qual já foi instaurado inquérito civil pelo Ministério Público.
Entre outros casos.
O Governo só está caminhando sob pressão dos vereadores da oposição e manifestações da população, que pediram o não fechamento ou paralisação de alguns projetos, sendo eles: Escola Ensino Integral, Escola de Musica, Associação de Pais e Amigos dos Judocas de Votorantim, Farmácia Auto Custo, Entrega de uniformes e Materiais Escolares, Creche Maria Claro, APAE, a abertura da Creche no Augustinho Criguer que já estava pronta e também a Audiência Pública para tratar sobre as enchentes na cidade, entre outros.
Acabou muito cedo a Lua de Mel do Governo com a população. Em uma era digital onde mostram seus descontentamentos com a atual gestão. É uma pena a Administração ter que aprender com os seus próprios erros e isso gera custo e tempo e ver um Governo que começou a cair no descrédito, onde a população tem feito piadas pois não sabem quem de fato é o Prefeito, comparando com a gestão de seu pai Zeca Padeiro, ou seja, a história está se repetindo.
Temos proposto alternativas ao Governo para melhorias na arrecadação, como a revisão do plano diretor, para a vinda de novas indústrias, comércios, condomínios, hotéis, entre outros de médio e grande porte. Entre outras iniciativas, para fomentar emprego, geração e renda.
Minha posição será sempre construtiva. O nosso papel é fiscalizar e não desejamos quanto pior, melhor, como dizem. Queremos a nossa cidade crescendo e se desenvolvendo com políticas públicas e com ideias propositivas.  O nosso compromisso é com você cidadão!

Heber Martins (PDT)
Vereador em seu 4º mandato.

 

Coluna publicada na página 11 da edição 241 da Gazeta de Votorantim de 21 a 27 de outubro de 2017







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.