24/10/2017 - 14:01
Instalação do Município garantiu nossa liberdade política
 Foto: Arquivo 

Pedro Augusto abraçado por Minguito e atrás Eric Bormann na Campanha da Emancipação

A presença de vereadores eleitos com votação do distrito de Votorantim à Câmara de Sorocaba foi crescendo a cada legislatura. Nos mandatos iniciados em 48 e 52 o representante local era Juvenal de Campos. Em 56, Juvenal e Afonso Erra e no período 60 a 63 Votorantim teve Juvenal, Nelson Bormann e Pedro Augusto Rangel.

O distrito mostrava sua força, ganhava mais espaço na Câmara, enquanto a Prefeitura de Sorocaba continuava a receber considerável montante de impostos recolhidos do distrito industrial, porém não retornando em melhorias como saneamento básico e escolas.

De fato a eleição de Pedro Augusto Rangel em 1959 como vereador de Sorocaba, tendo votação considerável do distrito e ao chegar à condição de presidente da Câmara causou situação desconfortável quando o movimento emancipacionista ganhou força, porém seu engajamento na luta, o credenciou após o desmembramento à candidatar-se, ser eleito e se tornar o primeiro prefeito local.

A solenidade que marcou a Instalação do Município ocorreu em 27 de março de 1965, às 9 da manhã, nas dependências do Cine Votorantim. Rangel assinou o termo de posse com uma caneta tinteiro Parker modelo 51, 18 quilates, que ganhou do Grupo Votorantim para o momento tão esperado.

O início do governo de Pedro Augusto não foi fácil. Se para o administrador existe o desejo de realizar grandes construções como marcas de governo, para ele havia a missão de primeiramente organizar o funcionamento da máquina administrativa, criar condições para o atendimento público, elaborar o Plano Diretor e garantir frentes de trabalho na execução de serviços básicos de infraestrutura.

Todos os prefeitos deixaram considerável parcela de contribuição ao desenvolvimento da cidade, mas Rangel ficou marcado como o primeiro, aquele que precisou abrir as portas da Prefeitura e deixar os votorantinenses orgulhosos pela liberdade política que passaram a ter, pela facilidade de reivindicar melhorias e participar da formação de uma administração própria.

O distrito se tornou cidade, Votorantim ampliou seus horizontes e encontrou na força e disposição de sua gente a receita para caminhar na direção do desenvolvimento.
               
Cesar Silva é jornalista e autor de três livros sobre a história local

Visite a Fanpage no Facebook: “Histórias da Minha Cidade –Votorantim”

 

Coluna publicada na página 13 da edição 241 da Gazeta de Votorantim de 21 a 27 de outubro de 2017







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.