30/10/2017 - 11:39
Edis na lida Edição 242


Penas comunitárias
Preocupado com a destinação das pessoas cujas penas foram a de prestação de serviços à comunidade, o vereador Mauro do Materiais (PTB) questionou se a Prefeitura tem recebido esse tipo de encaminhamento do Fórum local, e questiona quais são os critérios para a distribuição e aproveitamento da mão de obra disponibilizada por tais pessoas.
 
Revitalização de sinalização
O vereador Ezequiel de Oliveira (PSDB) solicita providências com relação à revitalização de toda sinalização viária (solo, placas e demarcações dos pontos de parada de ônibus, pintura de lombadas, etc.) na Rua Paula Ney, principalmente, nos trechos compreendidos entre os imóveis nºs 30 ao 573 e 810 ao 1764.

Casas econômicas de R$ 15 mil
Vereador Ita (PPS) questiona se a Administração Municipal tem conhecimento da técnica da construção de casa pré-fabricada com custo reduzido, de aproximadamente R$ 15 mil,  e que a mesma poderia ser adotada para sanar os problemas de moradias que temos em nosso município; e, em caso positivo, questiona se a Administração pode verificar a possibilidade de firmar convênios com bancos, para que através de parcerias, possa financiar a compra de kits de casas pré-fabricadas, a fim de beneficiar à população, com parcelamentos acessíveis. Questiona ainda, sobre a possibilidade de disponibilizar a área pública da Rua Francisco Verdugo, no Bairro Jardim Serrano, para a realização dessa benfeitoria, e também, para disponibilizar cursos preparatórios para que os próprios moradores tenham condições de fazer a montagem das casas.
 
Censo de dentistas
O vereador Heber Martins (PDT) quer saber a quantidade de dentistas que atendem na Rede Pública de Saúde; se a Prefeitura poderia ampliar o horário de atendimento odontológico nos bairros; qual é a média de atendimentos odontológicos realizados na rede de Saúde; quais são os postos que oferecem atendimento odontológico à população e quais são os serviços odontológicos oferecidos.
 
Lago municipal com água da bica
O vereador Pissinato (PPS) sugere que a Prefeitura de Votorantim elabore um projeto visando drenar, em canalização exclusiva, a água descartada da “Bica do Mendes”, por gravidade, alimentando a formação de um lago, em área próxima à Praça de Eventos “Lecy de Campos” e uma cisterna para que a água armazenada possa ser utilizada na praça (nos banheiros, bebedouros, etc.); questiona também, se o Poder Executivo poderia fazer uma Parceria Público-Privada para execução de um projeto desta natureza; se existe algum projeto em andamento para o reaproveitamento dessa água; e, caso a proposta seja aceita, questiona se a Administração poderia deslocar a sede da Secretaria de Serviços Públicos (SESP) ao lado da Praça de Eventos, para outro local, cedendo assim o espaço para a construção do referido lago.
 
Viela para a Vila Garcia
O vereador Lilo (PMDB) sugere a construção uma viela (dotada de pavimentação, iluminação pública e corrimãos) na área pública localizada entre as ruas Sérgio Galli e Servina Cardoso Luvison, naVila Garcia, que atualmente serve de caminho para a travessia dos pedestres.

Clínica Veterinária Municipal
O vereador Bruno Martins (PSDB) quer saber se está nos planos do atual Governo Municipal a criação de uma Clínica Veterinária Municipal (gratuita) em Votorantim.
 
Segurança de pedestres
O vereador Pr. Dr. Luiz Carlos (PSL) pede a construção, em caráter de urgência, uma lombotravessia na Avenida Tiradentes, próximo ao nº 365, defronte à viela João Cícero da Silva, no bairro Parque Bela Vista, bem como, providenciar sinalização de solo (faixa amarela) e instalação de placas, proibindo o estacionamento de veículos no trecho da Avenida Tiradentes, compreendido entre a Viela João Cícero da Silva e a antiga “bica d’água”, principalmente, no sentido centro-bairro.
 
Gerenciamento das UBSs
A vereadora Fabíola Alves (PSDB) solicita à Administração para que informe quantos ocupantes de cargos em comissão estão lotados nas Unidades Básicas de Saúde de Votorantim; solicita um relatório por UBS, o nome de cada comissionado com as respectivas funções na UBS; questiona ainda, se todas as UBS’s no Município possuem quadro informativo (atualizado diariamente) com o nome do médico e enfermeiros disponíveis; e solicita uma listagem, contendo o nome das UBS’s, com os nomes dos respectivos gerentes e dos médicos que atendem em cada Unidade.
 
 Manutenção no PA
O vereador Zelão (PT) questiona ao prefeito, ao Departamento de Vigilância Sanitária e ao Conselho Municipal de Saúde, para que nos prestem informações relacionadas às providências urgentes que precisavam ser tomadas para o bom funcionamento do P.A e principalmente para o bem-estar dos pacientes, onde verifica-se problemas em mobílias que precisam ser trocadas; banheiros que precisam de manutenção e acessórios, falta ventilação, faltam lençóis e cobertores para os pacientes, bebedouros, entre outros, os quais já é de conhecimento do Executivo desde o mês de abril de 2017, através do Requerimento nº 145/17. Sugere ainda que a atual gestão repense a abertura das duas, ou pelo menos de uma, das UPA’s planejadas para as regiões do Parque Jataí e do Jardim Paulista, cujos prédios já foram construídos, para assim desafogar a demanda do P.A. Central.
 
Sem desperdício de alimentos
A Câmara de Votorantim aprovou na terça-feira (24) um projeto de lei, de autoria do vereador Lilo (PMDB), que proíbe o descarte, no lixo, de alimentos que perderam o seu valor comercial e que ainda se encontram dentro do prazo de validade e das especificações técnicas para consumo. A lei é aplicada as empresas que atuam no ramo alimentício.
Os alimentos não passíveis de comercialização, mas que se encontrem dentro do prazo de validade e das especificações técnicas para o consumo, não devem ir para o aterro sanitário, e sim destinados para associações ou fundações sem fins lucrativos, que atendam pessoas carentes; para atendimento de pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social; para empresas interessadas em processar e transformar em ração animal; ou direcionar para compostagem e transformação em adubos orgânicos.
No caso de não cumprimento, a multa será no valor de R$ 500 reais. O projeto ainda deve ser sancionado pelo prefeito.

 

Coluna publicada na página 02 da edição 242 da Gazeta de Votorantim de 28 de outubro a 03 de novembro de 2017







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.