21/11/2017 - 11:21
Cerca-lourenço Edição 245


Empréstimo de R$ 5 milhões
O prefeito Fernando de Oliveira Souza (DEM) encaminhou à Câmara de Votorantim um Projeto de Lei Complementar que autoriza o executivo municipal a contratar financiamento junto à Caixa Econômica Federal no valor de R$ 5 milhões, através do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento/Despesa de Capital (FINISA), sendo R$ 4 milhões correspondentes ao custeio de obras de construção de um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) no Parque Bela Vista ou adjacências (Parque Morumbi, Jardim Maria José ou Vossoroca) e um  Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) no Bairro Itapeva ou adjacências (Real Parque, Vila Pedroso ou Jardim Cristal); e R$ 1 milhão para executar o projeto de implantação do acesso localizado no km 99 + 850 metros da Rodovia Raimundo Antunes Soares.

Justificativa
De acordo com o prefeito, o projeto de construção de dois CMEIs (integral e parcial) visa ao atendimento do registro de lista de espera e demanda reprimida, elencados pelo Departamento de Educação Nível I (Educação Infantil) da Secretaria de.Educação.
Já, o projeto de acesso à Rodovia Raimundo Antunes Soares visa à interligação da Avenida Anália Pereira a essa Rodovia.
O projeto ainda será analisado pelos vereadores.

Câmara do Evangelho
Mesmo após um ato, emitido em março deste ano, pela Mesa Diretora de Votorantim, na qual regulamenta o uso de sonorização nos vídeos exibidos pelos vereadores em sessão ordinária, nesta semana, a questão voltou à tona. Ao homenagear a Igreja do Evangelho Quadrangular, pela passagem dos seus 66 anos de história no Brasil, o vereador Pastor Lilo (PMDB) exibiu um vídeo de fotos, sonorizado com o Hino da Igreja congratulada, isso após um longo discurso no tom de pastoreio proferido por Lilo, com frases bíblicas, que poderia até confundir àqueles que chegassem inesperadamente à Câmara, questionando se ali era um templo religioso evangélico um uma Casa legislativa.
Após a homenagem, a sonorização foi questiona por alguns vereadores, o que provocou um alvoroço entre os estagiários do setor de comunicação, responsáveis pela exibição dos vídeos trazidos pelos vereadores.
O presidente da Câmara, vereador Bruno Martins (PSDB), deixou claro, mais uma vez, a determinação do Ato de março, e afirmou que não haverá mais exceções, que as regras terão que ser cumpridas por todos os vereadores, fazendo-os assinar um documento de ciência.

Zombar com o hino é pecado?
Logo após a sessão, o vereador Lilo, no intuito claro de provocar os vereadores que questionaram a sonorização, utilizou-se do púlpito para entoar, em tom desafiador, novamente o hino, mas desta vez à capela, gesticulando os braços para cima, zombando daqueles que se opuseram a sua atitude pastoral durante a sessão.

Ausência citada
O vereador Gaguinho (DEM) não compareceu à sessão legislativa da última terça-feira (14), e também não encaminhou justificativa à Mesa Diretora.
Pelo menos nos últimos seis anos, Gaguinho é o vereador que mais se ausenta nas sessões legislativas ordinárias. Nas faltas anteriores, ele justificou ausência por motivo de doença. Já, nesta semana, o presidente da Câmara, vereador Bruno Martins (PSDB), deixou claro durante a sessão que se ele não apresentar atestado médico, terá 25% de desconto em seu salário. O prazo para entrega do atestado médico é em 29 de novembro.

Bater o ponto
De acordo com a Lei Orgânica do Município de Votorantim, os vereadores precisam comparecer às sessões, pelo menos em sua terça parte, salvo licença ou missão autorizada pela Câmara, e de acordo com o Regimento Interno, perderá automaticamente o lugar, o vereador que não comparecer a três reuniões consecutivas ou oito alternadas durante o ano, salvo motivo de saúde devidamente comprovado.

Túnel do tempo
Exceto nas sessões, a presença do vereador não é obrigatória na Câmara. Isso traz à lembrança do vereador das últimas duas legislaturas, Robson Vasco, eleito pelo PSDB, que não frequentava a Câmara Municipal, tão pouco seu gabinete, mas sempre estava presente nas sessões, embora nunca tenha utilizado a tribuna nos oito anos que foi vereador.

Atestado médico na cidade vizinha
Recentemente, o vereador Gaguinho mencionou na Câmara que não possui mais plano de saúde, portanto se utiliza do SUS para seus atendimentos médicos. Ao criticar as instalações do Pronto Atendimento de Votorantim, revelou que prefere ser atendido na Unidade de Pronto Atendimento da Zona Leste, em Sorocaba. Provavelmente, virá de lá seu atestado.

Mesmo licenciado, Luciano agitou os corredores da Câmara
A informação trazida por esta coluna na última semana, de que o vereador licenciado e atual secretário de Desporto, Luciano Silva (PSDB), afirmou que está disposto a retornar ao legislativo votorantinense e concorrer à próxima presidência (2019-2020), causou burburinho nos corredores da Câmara.

Eleitorado fraco
Faltando mais de um ano para vencer o mandato do atual presidente, as articulações e conchavos já começaram. A cada semana surge um novo nome interessado no cargo. A notícia sobre a pretensão de Luciano correu de forma ultrarrápida e foi o suficiente para que Luciano soubesse o que os colegas vereadores pensam a seu respeito. Vereadores se dizem “indignados” com a pretensão do secretário. “Ele mal sabe o que é ser vereador, como saberá presidir esta Casa?”, disse um dos vereadores. “Isso é desrespeito à nós, que estamos labutando aqui diariamente”, disse outro. Pelo visto, Luciano terá que fazer muita campanha para vencer a eleição para presidir a Mesa Diretora.

Mais um quer a presidência
Outro nome surgiu nesta semana. O nome da vez é o vereador e pastor Dr. Luiz Carlos, e diferentemente dos outros que buscam a oportunidade de ser presidente da Câmara, no caso dele, quem reivindica o cargo é o presidente do PSL, Partido Social Liberal, Classius Vieira. Segundo Classius, o partido não vai brigar para que o vereador que representa o PSL na Câmara (Pr. Dr. Luiz Carlos) seja o próximo presidente. “O que o nosso partido vai fazer é cobrar o que foi combinado para que nós fossemos da base de sustentação do prefeito Fernando Oliveira Souza (DEM) na Câmara, isto foi acordado e o que é combinado não é caro”, disse o presidente do PSL, que ocupa o cargo de diretor do PROCON de Votorantim.

PSL se aproximando do PTB
Mas, já prevendo que desse mato dificilmente vai sair um coelho, o presidente do PSL, Classius Vieira, por saber do seu peso político, uma vez que um dos onze vereadores é de seu partido, aceitou participar de uma reunião com a vice-prefeita de Sorocaba, sua colega de Polícia Civil, Jaqueline Coutinho, que é a coordenadora regional do PTB. Nesta reunião, Classius e o vereador Luiz Carlos teriam sido convidados para deixarem o PSL e migrarem para o Partido Trabalhista Brasileiro, sigla que tem como liderança na cidade o vereador Mauro do Materiais e o seu tio, o ex-vice-prefeito Silvano Donizetti Mendes.

Luiz Carlos sempre coerente e discreto
O vereador Pr. Dr. Luiz Carlos, seguindo uma linha que adotou desde o início de seu mandato, não entra em discussões políticas que possam causar desgastes, diferentemente de Classius Vieira, que sustenta a ideia de dar um boi para não brigar, mas dá uma boiada para não sair da briga.
Mas vale lembrar que, mesmo não participando de discussões que podem azedar os relacionamentos, o vereador pastor participou da reunião com a responsável pelo PTB da região.

Sessão solene
A Câmara de Votorantim, em comemoração aos 54 anos de Emancipação Político-Administrativa do Município, fará uma sessão solene para entrega de títulos de honra em 06 de dezembro (quarta-feira), às 19h30, no Auditório Municipal Francisco Beranger. Dentre os homenageados, está a vice-prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho, que receberá o título de cidadã votorantinense.

 

 

Coluna publicada na página 02 da edição 245 da Gazeta de Votorantim de 18 a 24 de novembro de 2017







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.