11/12/2017 - 11:41
Cerca-lourenço Edição 248


Plurianual aprovado
Apesar dos vereadores de Votorantim terem aprovado o Plano Plurianual (PPA)  para o quadriênio de 2018 a 2021, de autoria do executivo, por unanimidade, o projeto recebeu muitas críticas.

Críticas com elegância
Além dos vereadores da oposição, que não pouparam comentários, o presidente da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento, vereador Pissinato (PPS), mesmo sendo da base de situação, com um palavreado elegante, fez críticas ao Plano e à falta de público nas audiências.

“Na minha ótica, é um Plano franzino, lânguido, infelizmente, pois eu esperava ver um Plano mais encorpado, mais forte. A equipe de planejamento e aqueles que pensaram no nosso Plano Plurianual e tentaram traduzir as ideias do prefeito Fernando foram um pouco frágeis e, infelizmente, aqui não sentimos essa consistência. Os que participaram das audiências puderam ver que algumas coisas não era nem uma questão de perguntar, pois não estava claro nem para quem desenvolveu o Plano”, disse Pissinato.

Que seja bom na prática
“Esta deficiência ficou muito latente, e eu não tenho que defender aqui o indefensável, pois o plano realmente não estava bom no sentido de traduzir as ideias do plano de governo do prefeito, que fez com que ele vencesse (as eleições). Eu tenho esperança, e é por isso que estou apoiando esse plano, que ele seja fraco na sua técnica, mas seja muito bom na sua prática”, prosseguiu o vereador.

Cadê o interesse real pela cidade?
“Infelizmente, não foi só o PPA que estava fraco, mas também foi fraca a participação popular. Eu não vi aqui, neste plenário, lideranças do município para entender e questionar, pois se nós tivéssemos aqui mais pessoas da sociedade civil e mais associações para questionar, se envolver, eu tenho certeza que esse PPA poderia ter sido mais discutido, emendado e os próprios vereadores poderiam propor coisas diferentes”, lamentou Pissinato.

Justificar ausência é fácil
“Eu lamento também a ausência de vereadores, que talvez não tenham participado por mil motivos, mas esses mil motivos atrapalham o crescimento da cidade de Votorantim, seja doença ou compromissos particulares, comprometem o crescimento desta cidade. Ser da situação, não significa bater palmas para tudo aquilo que a situação faz. Você foi eleito pelo povo, e o povo quer ser representado, faltou também a presença de secretários. O assunto não é valorizado por aqueles que querem ser vereadores, por exemplo. Quantos candidatos nós tivemos em nossa cidade? Essas pessoas não pisaram nesta Câmara, não vieram em nenhuma audiência, e essas pessoas querem ser vereadores. Pense bem em quem você vota e em quem você votou, pois essas pessoas querem te representar, mas elas não estão por dentro”, finalizou o presidente da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento.

Quem foi
Na primeira Audiência Pública do PPA, em 19 de outubro, participaram os seguintes secretários: Jéssica Russo (Finanças), Pedro Nunes (Serviços Públicos), Tiago Araújo (Educação) e Joel Anunciato da Silva Junior (Cidadania e Geração de Renda) e o presidente da Cohap, Antonio Pedro Ferraz. Pelo Legislativo, estiveram presentes os vereadores Pissinato, Mauro do Materiais, Gaguinho, Lilo e Ita.

Na segunda Audiência, em 26 de outubro, compareceram os secretários Jéssica Russo (Finanças), Tiago Araújo (Educação), Fábio Lugari Costa (Administração), Wilson Miramontes (Meio Ambiente), Eder Cunha Neto (Obras e Urbanismo), Wiliam Ferreira (Saúde). Pelo Legislativo, estiveram presentes os vereadores Pissinato, Mauro do Materiais, Lilo, Pr. Dr. Luiz Carlos, Heber Martins, Zelão, Ita e Fabíola Alves.

Empréstimo de R$ 5 milhões é aprovado
Ainda na sessão desta terça-feira (05), os vereadores aprovaram, também por unanimidade, um projeto que autoriza o executivo municipal a fazer um financiamento de R$ 5 milhões.

Inicialmente, alguns vereadores disseram que seriam contrários ao projeto, mas após ouvir os argumentos de outros vereadores, decidiram apoiar a proposta, sob a ressalva de que a fiscalização do uso do dinheiro seria intensificada.

Duas creches e uma rotatória
O empréstimo será utilizado para a construção de duas creches, uma na região do Parque Bela Vista e outra na região do Bairro Itapeva, e R$ 1 milhão será utilizado para executar o projeto de implantação do acesso que interliga a recém-asfaltada Avenida Anália Pereira à Rodovia Raimundo Antunes Soares (SP-79), na região do bairro Capoavinha.

Em 2018 cidade deve ter cinco novas creches
O vereador Heber Martins (PDT) ressaltou que para 2018 estão previstas a inauguração de cinco creches. “Vou fiscalizar e cobrar a inauguração das cinco creches prometidas, uma já anunciada para o Rio Acima, no antigo Batalhão, outras duas que já estão previstas no orçamento municipal do ano que vem e as duas que serão construídas com esse empréstimo que aprovamos”, reforçou.

 

 

Coluna publicada na página 02 da edição 248 da Gazeta de Votorantim de 08 a 15 de dezembro de 2017







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.