19/12/2017 - 15:13
A inauguração da maior unidade do Sesi no Estado
 Foto: Arquivo 

Grande público na inauguração extendida por quatro dias

O ato solene de 4 de dezembro de 1987 marcou a abertura do Conjunto Educacional, Assistencial e Esportivo “José Ermírio de Moraes Filho”. As comemorações prosseguiram por mais quatro dias, culminando em 8 de dezembro, no aniversário de Votorantim.

Para que a cidade fosse agraciada com essa obra de grande porte houve a doação por parte da municipalidade de uma área à Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), em março de 1980. O local era conhecido como a antiga Chácara dos Japoneses.

Os parceiros foram a Prefeitura que além do terreno assumiu serviços de terraplanagem e de melhorias no entorno, o Grupo Votorantim que doou o cimento e cal necessários à obra e o Sesi (Serviço Social da Indústria) responsável pela elaboração do projeto e encarregado da construção.

A inauguração contou com o presidente da Fiesp, Mario Amato; o homenageado José Ermírio de Moraes Filho, prefeitos, deputados e demais autoridades. Após a cerimônia realizada em área aberta nas dependências do Sesi, os convidados se concentraram no Salão Social para uma Sessão da Câmara, onde foi entregue o Título de Cidadão Votorantinense ao presidente Mario Amato.

Naquele momento estava inaugurada a maior unidade do Sesi no Estado e a segunda maior no Brasil. Com a abertura dos portões ao público, em pouco tempo já havia 21 mil associados entre titulares e dependentes e 2.600 alunos inscritos em atividades semanais de esportes e lazer.

Passadas as comemorações, o espaço se tornou referência para a interação da comunidade votorantinense e atraindo muitos frequentadores de Sorocaba. O local oferecendo muitos atrativos como um ginásio poliesportivo, um campo de futebol com arquibancada para 4 mil pessoas, duas quadras de tênis, cinco quadras externas, sendo uma de 36x50m para atender o handebol, salões para ginástica, ginástica olímpica, ballet, judô, entre outros tantos espaços. Um dos pontos mais frequentados se tornou a piscina semiolímpica de 25x18 metros e outras duas recreativas.

No início do Sesi Votorantim muitos foram os personagens, entre eles, um mascote. Era o ganso Emílio, que percorria as dependências, assistia às aulas e frequentava a entrada da sala da coordenação. Num acidente o ganso foi atropelado e veio a falecer, gerando comoção entre alunos e funcionários.

Cesar Silva é jornalista e autor de três livros sobre a história local
Visite a página no Facebook: “Histórias da Minha Cidade –Votorantim”

 

 

Coluna publicada na página 14 da edição 249 da Gazeta de Votorantim de 16 a 22 de dezembro de 2017







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.