25/05/2015 - 10:03
Alerta às futuras Mães!




A geração de uma nova vida, a partir da sua concepção, confirma a presença de DEUS em nossas vidas. A vida é um bem precioso e cabe a nós cuidá-la com extremo zelo. Para atestarmos isto, basta observarmos os cuidados extremos que uma mulher tem a partir do momento em que se descobre gravida.
 E é as Mulheres que quero trazer um alerta contra medidas bizarras do Ministério da Saúde / CONITEC, que foi colocada para consulta pública. O título do relatório NÃO revela suas verdadeiras intenções: “Relatório de recomendação sobre a proposta de elaboração das diretrizes de atenção à gestante: a operação cesariana.”
Esse relatório propõe medidas “revolucionárias”, tais como:
• Dispensa do Pediatra da sala do parto desde que não haja risco para o bebê ou a para a Mãe!
• Propõe que o parto natural possa ser aplicado para mulheres que já fizeram cesariana, desconsiderando os riscos para um rompimento uterino e suas sérias consequências.
A CONITEC - Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias tem como objetivo assessorar o Ministério da Saúde nas atribuições relativas à incorporação, exclusão ou alteração de protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas. Os seus relatórios são submetidos previamente ao Plenário do CONITEC e as recomendações são submetidas a consultas públicas.
O que chama a atenção é que este Relatório Técnico foi reprovado em plenário pelas seguintes entidades: Associação Médica Brasileira, Sociedade Brasileira de Pediatria e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia.
Entretanto o que esta sendo considerado pelo Ministério da Saúde é a pura e simples redução de custos, conforme declara um dos Diretores da Associação Médica Brasileira, Dr. José Bonamigo que afirma: ”É justo diminuir os custos dos procedimentos, mas não colocando em risco a saúde dos pacientes.”
O que devemos ficar atentos é com as práticas que o governo aplica visando os seus objetivos, deixando o bem comum de lado. Esse relatório se compõe de 101 paginas é está disponível na internet para “consulta pública”. Está recheado de termos técnicos que a população não domina e de dados estatísticos aos montes, para justificar tais argumentações, que pasmem: Foram reprovadas por nossas entidades médicas!
Mesmo que as estatísticas demonstrem que em somente 0,0001% dos casos há risco de morte ou sequelas graves para uma Mãe ou seu Filho, eu pergunto: Se essa possibilidade acontecer com Você, a estatística vai lhe confortar pelo resto da vida?
Só para exemplificar o oposto desta proposta governamental, quando a esposa do ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha deu a luz a sua filha, neste ano, toda a equipe do Hospital onde ela estava, foi trocada e triplicada (03 Obstetras e 03 Pediatras) para que todos os riscos fossem eliminados. Esse “excesso” de zelo se deu por que se tratava de uma “ex-autoridade” influente.
E o que dizer em relação a nós, pobres mortais pagadores de impostos?
O link de acesso ao CONITEC está disponível no Portal da Gazeta de Votorantim no texto da noticia.
Noticia de 15.05.15: Governo pode permitir cesariana sem presença de pediatra / Portal Gazeta de Votorantim

 

Notícia publicada na edição 119 da Gazeta de Votorantim de 23 a 29 de maio de 2015








Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.