03/08/2015 - 14:48
O abacaxi Podre


Confesso que desde que assisti à audiência pública realizada pela Câmara Municipal sobre o “Rombo” da Fundação de Seguridade Social dos Funcionários Públicos de Votorantim, onde sua situação financeira foi colocada a público pelo seu Presidente, confesso que fiquei muito preocupado com a situação econômica e o futuro de nossa Cidade, caso algo não seja efetivamente feito agora.

Com já descrevi anteriormente, este “rombo”, que nasceu há mais de 20 anos, sempre esteve debaixo do “tapete”. Porém, o tempo passou e a matemática financeira cuidou de seu crescimento, que nada mais é do que uma dívida da Prefeitura Municipal de Votorantim junto à Previdência Social pelo não repasse das contribuições previdenciárias entre os anos 1993 a 1997, aproximadamente.

No momento, a Câmara dos Vereadores questiona a Prefeitura e aguarda a sua resposta. Devemos, como Cidadãos, acompanhar o desenrolar deste caso.

Dito isto, noticia-se que estamos, novamente, no período de elaboração e aprovação do Orçamento da Cidade para o ano de 2016. O valor está previsto em R$ 337 MILHÕES! Com este montante, teremos que pagar todo o Funcionalismo Público na ativa, limitado a 54% do valor, e o restante, deverá ser dividido entre Educação, Saúde, Obras..., ou seja, os custos inerentes à administração de uma cidade que hoje comporta em torno de 116 mil habitantes!

Se neste momento nos lembrarmos do “rombo” da Previdência, que como noticiado se encontra lá pelas voltas dos R$ 275 MILHÕES, a situação assusta! Temos um orçamento inteiro equivalente a uma só divida!

Penso que esta questão já deveria entrar na pauta do orçamento, apesar de não se ter fechado um acordo de pagamento. Dada à magnitude do valor, este “rombo” merece uma classificação exclusiva (unidade orçamentária) na Lei 022/15, independente do montante de 1% reservado para contingências.

Gostaria de sugerir a Câmara dos Vereadores, agora no retorno de seu recesso de meio de ano e com a sua energia já renovada, para que verifiquem junto a Prefeitura a real situação desta dívida e principalmente, se a mesma já esta estancada e com o seu pagamento sendo negociado. Independente dos questionamentos já feitos o fundamental agora, é estancar esta dívida, imediatamente, e começar a pagá-la. E para estanca-la só existe uma forma: negociar o pagamento!

Se hoje, passados 20 anos da origem do problema, já temos R$ 275 MILHÕES em dívida, imaginem o tamanho desta dívida aumentando ano após ano! Resolvê-la é a obrigação da atual Administração Municipal, pois este “ABACAXI PODRE” não pode continuar a rolar mais! É um “Tiro no Pé” de todos nós que estamos aqui pagando, pagando, pagando e pagando impostos.

Temos que enfrentar este problema agora. Se fizermos um exercício de Planejamento do Passado (e isto todo mundo faz!), se a cidade tivesse começado a pagar a dívida há 15 anos, quiçá, já estaríamos livres deste “ABACAXI PODRE”.
Esperar mais o que?

O abacaxi podre

Confesso que desde que assisti à audiência pública realizada pela Câmara Municipal sobre o “Rombo” da Fundação de Seguridade Social dos Funcionários Públicos de Votorantim, onde sua situação financeira foi colocada a público pelo seu Presidente, confesso que fiquei muito preocupado com a situação econômica e o futuro de nossa Cidade, caso algo não seja efetivamente feito agora.
Com já descrevi anteriormente, este “rombo”, que nasceu há mais de 20 anos, sempre esteve debaixo do “tapete”. Porém, o tempo passou e a matemática financeira cuidou de seu crescimento, que nada mais é do que uma dívida da Prefeitura Municipal de Votorantim junto à Previdência Social pelo não repasse das contribuições previdenciárias entre os anos 1993 a 1997, aproximadamente.
No momento, a Câmara dos Vereadores questiona a Prefeitura e aguarda a sua resposta. Devemos, como Cidadãos, acompanhar o desenrolar deste caso.
Dito isto, noticia-se que estamos, novamente, no período de elaboração e aprovação do Orçamento da Cidade para o ano de 2016. O valor está previsto em R$ 337 MILHÕES! Com este montante, teremos que pagar todo o Funcionalismo Público na ativa, limitado a 54% do valor, e o restante, deverá ser dividido entre Educação, Saúde, Obras..., ou seja, os custos inerentes à administração de uma cidade que hoje comporta em torno de 116 mil habitantes!
Se neste momento nos lembrarmos do “rombo” da Previdência, que como noticiado se encontra lá pelas voltas dos R$ 275 MILHÕES, a situação assusta! Temos um orçamento inteiro equivalente a uma só divida!
Penso que esta questão já deveria entrar na pauta do orçamento, apesar de não se ter fechado um acordo de pagamento. Dada à magnitude do valor, este “rombo” merece uma classificação exclusiva (unidade orçamentária) na Lei 022/15, independente do montante de 1% reservado para contingências.
Gostaria de sugerir a Câmara dos Vereadores, agora no retorno de seu recesso de meio de ano e com a sua energia já renovada, para que verifiquem junto a Prefeitura a real situação desta dívida e principalmente, se a mesma já esta estancada e com o seu pagamento sendo negociado. Independente dos questionamentos já feitos o fundamental agora, é estancar esta dívida, imediatamente, e começar a pagá-la. E para estanca-la só existe uma forma: negociar o pagamento!
Se hoje, passados 20 anos da origem do problema, já temos R$ 275 MILHÕES em dívida, imaginem o tamanho desta dívida aumentando ano após ano! Resolvê-la é a obrigação da atual Administração Municipal, pois este “ABACAXI PODRE” não pode continuar a rolar mais! É um “Tiro no Pé” de todos nós que estamos aqui pagando, pagando, pagando e pagando impostos.
Temos que enfrentar este problema agora. Se fizermos um exercício de Planejamento do Passado (e isto todo mundo faz!), se a cidade tivesse começado a pagar a dívida há 15 anos, quiçá, já estaríamos livres deste “ABACAXI PODRE”.
Esperar mais o que?

Noticia: Orçamento do Município para 2016 será de R$ 337 Milhões – Gazeta de Votorantim 20/07/2015.
Eng.º Adilson Carlos Prestes
Sugestões ou Críticas para Coluna Análise 

e.mail: coluna.analise@bol.com.br

Publicada na edição Nº129, de 1 a 7 de agosto de 2015, no Jornal Gazeta de Votorantim







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.