13/10/2015 - 09:39
Votoraty Futebol Clube. Agora é sério?


Quando em 12 de maio de 2005 foi anunciado que Votorantim possuía um time de futebol na elite dos clubes brasileiros, um sentimento de orgulho tomou conta dos corações dos votorantinenses. Essa paixão futebolística contagiou a todos, inclusive aqueles que pouco se importam com futebol. O principal motivo disso foi a identificação do povo com um histórico clube da cidade projetado nacionalmente em todas as mídias de informação.

As cidades ao entorno de Votorantim, entre elas Sorocaba, também se sentiram como se o Votoraty os pertencia. Foi uma opção que aproximava o romantismo do futebol ao sentimento de pertencimento à região. Algo novo, sem vícios, sem malandragens, capaz de incentivar famílias a levar seus filhos ao Estádio Domênico Paolo Mitidieri para assistir a um evento esportivo transmitido para todo o Brasil através da Rede Vida de Televisão. Era comum um votorantinense viajar para lugares longínquos de nossa região e para o nordeste, e quando dizia que era de Votorantim, de imediato a cidade era associado ao time Votoraty e não mais à fábrica de cimento.

Da mesma forma que a política brasileira está manchada em função das mazelas e falcatruas praticadas por muitos (são muitos mesmo!) políticos, o chamado futebol profissional não fica atrás. Depois da exposição do time votorantinenses nas mídias e chamar atenção de muitos “investidores”, após ser eliminado da Copa Brasil de futebol pelo Grêmio-RS, o Votoraty, clube pertencente à Manoel Leão S/A, viu outras oportunidades de negócio a 350 km do povo que tanto o prestigiou, transferindo a sede do clube para a cidade de Ribeirão Preto.

Diante deste breve panorama da podridão dos bastidores futebolístico nacional questionamos: Futebol é paixão, certo?! Errado! Futebol é negócio, e o sendo, o que vale é o lucro certo? É certo e é legítimo! O que não é legítimo é envolver uma cidade, governo municipal, apoiadores, trabalhadores e uma população e, quando se menos se espera, outros interesses bem particulares se sobrepõem ao interesse coletivo. O resultado foi o fechar de portas de um clube símbolo da cidade como se fosse um botequim que descobre que está mais pagando do que recebendo, saindo da cidade, pelas portas dos fundos, à surdina da noite.
P

assados cinco anos, quando acompanhamos uma enchente denúncias de corrupção envolvendo senhores antes renomados da FIFA e da CBF, com a decretação de prisão inclusive do ex-presidente da entidade brasileira, José Maria Marin, e afastamento dos chefões do futebol internacional, ouve-se rumores na cidade de que o Votoraty estaria de malas prontas para voltar a Votorantim. Essa informação já fora antecipada pela Gazeta de Votorantim na edição 135, de 12 a 18 de setembro passado, causando o inconformismo de milhares de cidadãos que se sentirão traídos na ocasião.

O governo municipal através do secretário de Desporto João Carlos Taborda dos Santos negou uma parceria da prefeitura para o retorno do clube para a cidade. O secretário argumentou que o governo municipal não teria a mínima condição de cumprir com aquilo que era solicitado para fazer parte da parceria, justificando o momento de crise e de contenção financeira.
Somos gatos escaldados. Os antigos “cartolas”, agora transvestidos como “dirigentes” terão um trabalhão para convencer a todos que não estão de "brincadeira". São empresários em busca de lucro, todavia devem exercitar o princípio básico do respeito e da consideração pelo seu torcedor. Acima de cifras financeiras existe uma cidade composta por cidadãos que não podem ser usados para interesses privativistas.

O votorantinense vai sim dar mais essa chance, participando e apoiando o clube, mas ficará muito atento a qualquer forma de leviandade futebolística, já que a política do futebol anda com o mesmo descrédito e "cheiro" da política partidária.

E como diria um locutor esportivo: Mais vale apanhar da bola do que levar uma surra da torcida!

 

Editorial publicado na página 2 da edição 139 da Gazeta de Votorantim de 10 a 16 de outubro de 2015







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.