26/10/2015 - 15:44
“Mas a palavra de Deus não está algemada” (II Tm 2, 9b)


Através do testemunho do apóstolo Paulo em suas correntes e gritos, sentimos a alegria ao perceber que esta Palavra frutifica entre nós sob labutas e entregas cotidianas de todo o corpo eclesial.

Ao longo da história muitos cristãos foram aprisionados em seus pietismos que lhes ofereceram confortos e comodidades, mas ao mesmo tempo o alto preço da deformação teológica em sua essência e dos emocionalismos ao interno do mundo ocidental que criaram castelos espirituais e o alicerce econômico em muitos contextos eclesiais. De fato nossa Diocese através do espírito anglicano luta por derrubar tais algemas espirituais e psicológicas, impostas durante séculos silenciosamente como fardos a inúmeros fiéis que se aprisionam dia após dia em suas fugas e pouco compromisso no seio da Igreja.

A auctoritas (autoridade) dos grandes pastores e dicastérios aprovam tantas formas de alienações sob pretextos dos carismas do Espírito e refutaram os grandes teólogos por seu cunho profético e verdadeiramente católico. Isso significa a dogmatização (verdade ou tornar-se verdade) da burrice e da cegueira que só o mesmo Espírito pode operar cirurgicamente em nossa vida interior!

A compreensão do cristianismo foi sempre moldada em grandes massas para justificar seus dogmas e seus controles, evitando assim a submissão ante aqueles que se colocam como os detentores da verdade e juízes das almas e das consciências oferecendo-lhes o pedágio salvífico: só entram no Reino se nós permitirmos ou se pensarem como nós pelo contrário todos ao fogo da Geena!

Coragem e força para perseverar compreendendo que Cristo é nossa paz e Ele nos dá a liberdade da acolhida e partilha dos dons entre os excluídos. Igreja que não alimenta correntes e oferece algemas pois aí se encontram os verdadeiros hereges que só o fogo do Altíssimo pode purifica-los.

Alegria e esperança, acolhendo o mandato do Senhor: “tu, porém, sê sóbrio em tudo, suporta o sofrimento, faze o trabalho de um evangelista, realiza plenamente o teu ministério” (II Tm. 4, 5).

Com gratidão e bênção fraternal. Em Cristo vosso servo.

 

Artigo publicado na página 12 da edição 141 da Gazeta de Votorantim de 24 a 30 de outubro de 2015







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.