10/12/2015 - 14:31
Tempos áureos do futebol de salão Votocel
 Foto: Divulgação 

Time marcando presença no Cruzeirão de 1979

A vila operária Votocel tinha boa circulação por suas ruas, dos trabalhadores na troca de turnos da fábrica papeleira, do pessoal do administrativo que se dirigia às suas casas no horário do almoço e as peruas Kombi da empresa transportando os filhos de operários às escolas de Votorantim e Sorocaba. Com o tempo foram construídos dois estabelecimentos de ensino. O bairro arborizado quase não tinha a passagem de carros, raros eram os ônibus, as crianças brincavam tranquilamente nas ruas ou aproveitavam o campinho da praça.

O dia 18 de novembro de 1972 marcou uma grande conquista para a comunidade a tal ponto de ajudar a mudar os hábitos desses moradores. Foi quando aconteceu a inauguração do ginásio de esportes com capacidade para 1.200 pessoas, da Associação Desportiva Votocel, entidade socioesportiva, fundada em 19 de novembro de 1949 e que representava a indústria de papel.

Abílio Alves Correa de Toledo Neto morou por 26 anos no bairro e trabalhou por 32 anos na fábrica, passando por setores administrativos e foi chefe de seção. Ele testemunhou o ganho esportivo e de lazer que a comunidade teve.

“A inauguração contou com o descerramento de placa alusiva, algumas exibições de jogos de futebol de salão e encerrando a noite a partida entre o Sport Club Corinthians Paulista e a Associação Desportiva Votocel. Não tínhamos um intercâmbio com as equipes de fora, lógico que perdemos esse jogo para o Corinthians. Já uma segunda partida entre as duas equipes para inaugurar o ginásio da Votoran, em Santa Helena, conseguimos empatar” comenta orgulhoso Abílio Neto.

Esse foi só o começo da grande movimentação dos anos 70 e anos 80, que marcou a relação da comunidade com o ginásio de esportes.  Aconteciam formaturas das escolas, festas populares do bairro, eventos beneficentes de entidades e eram organizados bailes e shows com artistas renomados como Wanderley Cardoso e Martinho da Vila.

O que chamava a atenção mesmo e deixava o ginásio de esportes pequeno para a quantidade de frequentadores, eram os jogos de futebol de salão do time Votocel. Abílio Neto fez parte da equipe, no começo como jogador, mas se destacou como técnico do time que garantiu grandes vitórias e títulos.

“As noites de quartas-feiras se tornaram inesquecíveis, era quando aconteciam os jogos marcados pela Federação Paulista, com o mandante Votocel enfrentando grandes equipes de futebol de salão do Estado. A torcida não se resumia somente ao bairro, vinha da cidade e região, aquilo virava um caldeirão a nosso favor” relembra Abílio Neto.

Também tinham os técnicos que ficavam tomando conta da criançada para formar as equipes menores. Época que não existia as escolinhas de futebol de salão e de campo como hoje conhecemos. Esse trabalho feito pelos saudosos Neco e Amadeu, entre outros colaboradores, ajudou a despertar nos iniciantes os futuros craques para compor a equipe principal.

O auge foi o final dos anos 70, quando o Votocel conquistou em 77 e 78 o título de campeão do interior, competição organizada pela Federação Paulista. Além disso, foi vencedor por quatro vezes consecutivas do Cruzeirão, erguendo os troféus em 76, 77, 78 e 79.

A hegemonia do Votocel era tão grande, que em 1978 o saudoso empresário Benedito Pagliato trouxe jogadores da Seleção Paulista e da Seleção Brasileira para formar o time Pagliato. Não teve jeito, o Votocel ganhou a final contra a sua equipe. Todos os jogadores se sobressaíam, mas um em especial, o saudoso Ize, fazia a diferença.

“Ele foi um excelente jogador de futebol de salão. Hoje o sistema de futsal é bem diferente do futebol de salão de antigamente. Não tem como comparar Falcão e Ize, mas não tenho dúvidas que o Ize foi o melhor jogador de futebol de salão da época” comenta o técnico Abílio Neto.

Muitos foram os craques que vestiram a camisa do Votocel, empolgando torcedores que após o trabalho iam ao ginásio de esportes para assistir os treinos e os jogos. Um ambiente que permitia a presença da família e promovia maior interação da comunidade local. Os troféus das conquistas das equipes de futebol de campo e futebol de salão do Votocel seguem expostos na secretaria do clube.

Abílio Alves Correa de Toledo Neto


Torneio de Futsal Cruzeiro do Sul, em 69, Votocel foi vice, com Lucio, Joaquim, Netinho, Elizeu, Agostinho, Fiico, Enivaldo, Puda, Arnaldo e Neto


Parte interna do Ginásio de Esportes do AD Votocel

 

(Cesar Silva é jornalista formado pela Uniso, gestor público pós-graduado pela Univ. Fed. do Estado do RJ (Unirio), membro da Academia Votorantinense de Letras, Artes e História e autor dos livros Nossa História Nossa Gente - volumes I e II)

 

Coluna publicada na página 17 da edição 147 da Gazeta de Votorantim de 5 a 11 de dezembro de 2015







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.