06/02/2016 - 12:30
Fim do amor à camisa e ao bairro


O Campeonato Varzeano terá início dentro de algumas semanas e a maioria dos times têm praticamente fechados seus elencos para a primeira fase. 

Mas por que não para o campeonato todo? Porque não é vantagem se matar de gastar agora e depois que chegar no mata-mata ficar sem condições de motivar seus atletas com os bichos. Sim, pois os boleiros hoje são mais envolvidos com o dinheiro do que com a história do clube e honraria à camisa.

Verdade seja dita que vamos ter um grande campeonato neste ano, pois a Taça Cidade de Sorocaba passou para o segundo semestre e todos aqueles craques estão assinando ou já fecharam acordos de alta quantia. O mata-mata deverá ter jogos sensacionais de nível técnico como há tempos faz falta nos gramados daqui. 

Poucos jogos empolgaram nos últimos anos. O esquenta mesmo fica sempre pra última fase, então algo deve ser repensado e mudado com relação a classificação de oito times. Poderiam ser quatro direto.

Times da cidade ofereceram luvas de R$ 5 mil e R$ 300,00 por jogo para pelo menos 10 jogadores renomados do meio esportivo. Carros e motos já estão circulando nas ruas guiados por alguns boleiros que já “pegaram adiantado” um contrato de três anos com a agremiação.

Parece absurdo, não? Procedimento normal de quem sempre se prepara pra ser Campeão de um dos campeonatos mais charmosos e difíceis de se conquistar: O Varzeano de Votorantim.

 

Coluna publicada na página 11 da edição 154 da Gazeta de Votorantim de 6 a 12 de fevereiro de 2016







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.