07/03/2016 - 16:38
Votorantim fez história no Varzeano de Sorocaba
 Foto: Rio Acima disputou como convidado e faturou o título 

Era natural que as equipes do distrito de Votorantim fossem chamadas para disputar os campeonatos de futebol organizados por Sorocaba, afinal aqui era uma extensão territorial da cidade-mãe. O campeonato amador de futebol de Sorocaba era chamado de Citadino, só depois surgiu o Varzeano. Na vizinha cidade apareceram os campeões oriundos do distrito de Votorantim. São eles: Clube Atlético Votorantim, o CAV (1947), Metidieri Futebol Clube (1957), Corinthians de Votorantim, o Corinthinha (1960 e 1961) e o Operário Futebol Clube (1964).

Com a emancipação em 1963 e a instalação do município em 1965 as equipes de Votorantim foram aos poucos deixando de ser chamadas para os campeonatos de Sorocaba. Antes que isso ocorresse e prezando o bom relacionamento que existia entre os dirigentes das duas cidades, acontecia de algum time de Votorantim ser convidado para participar do Campeonato Varzeano, que veio suceder o Citadino de Sorocaba.

A competição de 1970 além dos times tradicionais contava com a equipe Brahma, campeã das duas edições anteriores e formada por vários ex-profissionais do São Bento e Estrada. Foi nesse campeonato que o Rio Acima foi convidado e se tornou campeão varzeano na vizinha cidade.
O lateral direito do Rio Acima era Sérgio Augusto Martins, o popular Serginho, que na final disputada em único jogo fez os dois gols do Rio Acima contra um gol feito pelo adversário, o Brahma. Ele relembra momentos que entrou para a história e incomoda o futebolista sorocabano.

“Tínhamos enfrentado grandes equipes ao longo do campeonato e em nenhum momento fomos considerados favoritos na final contra o Brahma. A partida decisiva aconteceu em 6 de fevereiro de 1971. Estávamos perdendo por 1x0, foi quando o meu técnico autorizou a avançar e tentar os lances de ataque. Eram 30 minutos do 2º tempo quando fiz o primeiro gol e um minuto depois faria o gol da consagração, o da virada histórica” relembra todo orgulhoso.

Ao término do jogo Serginho foi ovacionado pela torcida do Rio Acima, com muitos indo até ele para saudá-lo como o melhor em campo, tanto que durante a premiação recebeu o troféu de destaque da partida pelas mãos do empresário Ovídio Walter, da Waltoran Bebidas, que era a distribuidora da cerveja Antarctica, com um grande depósito na avenida General Carneiro e concorrente dos produtos Brahma.

“Seu Ovídio se colocou à disposição do time Rio Acima. Naquele momento cedeu sete caminhões para fazermos uma carreata pelo bairro Rio Acima e vias principais de Votorantim. Ao término, com o grande volume de torcedores e moradores locais que esperavam ansiosos por nossa equipe, Ovídio deu as chaves do seu depósito de Sorocaba ao funcionário Marinho e disse que se acabasse na comemoração que acontecia na rua João Laureano, que fosse buscar mais bebidas. Imagine se a festa não foi completa” comenta Serginho.
Na foto oficial do Rio Acima aparecem em pé: João de Mato, Zecão, Lazinho, Serginho, Nardinho e Dias. Agachados estão Darci, Mir, Toninho Munhoz, Rolinha e Aroldo Luvison. O técnico era Chiquinho Amorim e os reservas Serrinha, Moura, Rubinho e Índio.

Todas as conquistas de Votorantim tiveram sabor de vitória em cima de Sorocaba, enquanto distrito ajudou a mostrar a força de uma localidade promissora, que buscava vida própria e maior projeção; já como cidade instalada, a última conquista obtida pelo Rio Acima foi mais um grito de emancipação e a reafirmação dos nossos talentos locais.

“O título de campeão do Rio Acima no Varzeano de Sorocaba e ainda um vice-campeonato do Clube Atlético Votorantim (CAV) também no início dos anos 70 deve ter incomodado os dirigentes de Sorocaba, tanto que a vizinha cidade nunca mais chamou nenhuma equipe de Votorantim como convidada de suas competições” destaca Serginho.

Esse foi só um dos momentos áureos que marcou a trajetória de Sérgio Augusto Martins que também jogou futebol de campo pelo Votocel, Clube Atlético Votorantim, Corinthinha e Votoran. Foi um reconhecido árbitro da Federação Paulista de Futebol de Salão, apitando jogos por várias partes do Estado, fazendo final do Cruzeirão e também deixou sua marca local, apitando a abertura inaugural de futsal do ginásio poliesportivo da Votoran, além de formar equipes como técnico e ter trabalhado por três anos na Comissão Municipal de Esportes.

(Cesar Silva é jornalista formado pela Uniso, gestor público pós-graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (Unirio), membro da Academia Votorantinense de Letras, Artes e História e autor de dois livros sobre a História de Votorantim)

 

Informação publicada na página 17 da edição 158 da Gazeta de Votorantim de 5 a 11 de março







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.