04/04/2016 - 12:24
Dia da mentira


No “dia da mentira”, como é considerado o primeiro, de Abril, podemos faltar com a verdade, prometer sem cumprir e enganar a vontade. É conhecido como o “dia dos bobos”, porque nele, tudo não deve passar de mera brincadeira, de alegre distração. A data da mentira é referenciada em muitos países e não só no Brasil.

Pensando nisso, me ocorreu perguntar: se foi criado o Dia da Mentira, porque não criar, também, o Dia da Verdade?

Já imaginaram a existência de um dia no qual as pessoas se comprometam a falar e a agir de maneira franca, sincera, com educação civilizada e decência? Nesse dia nós poderíamos ter certeza de que os compromissos assumidos conosco seriam cumpridos integralmente e dentro do prazo marcado. Os trocos recebidos a mais, em razão do erro da operadora da caixa registradora, seriam devolvidos prontamente, e nós estaríamos ensinando as crianças e jovens pelo bom exemplo. Nesse dia, não estacionaríamos nossos veículos, em lugares proibidos, nas calçadas ou em vagas destinadas a idosos e necessitados de cuidados especiais. Também não haveria desvio de verbas públicas por parte dos que prometeram trabalhar em prol da comunidade, e sobraria muito mais dinheiro para ser aplicado no saneamento básico, na segurança, na educação e na saúde dos cidadãos.

Que bom seria, se ao menos um dia para a verdade fosse criado! Nesse dia, teríamos uma vida mais salutar, porque seríamos mais honestos até para com nós mesmos, ao avaliar como agimos perante as pessoas ao redor; no ambiente de trabalho ou no seio familiar. Provavelmente teríamos um dia menos agressivo e mais ameno, porque mais sincero e menos hipócrita.

Sendo assim, eu gostaria de apresentar essa sugestão para ser levada a uma ampla discussão. Tendo em vista que muitos de nós estamos constantemente mentindo, com o desprezo da inteligência alheia e para realizar nossos desejos egoístas, não estaria na hora de exigirmos uma lei federal, instituindo no país o Dia da Verdade?

Se tudo corresse bem e nossa sugestão fosse aceita, provavelmente o dia da verdade não seria conhecido como o Dia dos Bobos, mas como o dia das pessoas inteligentes e práticas, que preferem gozar de amizade e amores sinceros, além da honestidade e da lealdade em geral. Mas os benefícios desse dia, para serem de verdade, teriam de resultar de uma educação e costume inteligente, capaz de reconhecer os malefícios da falsidade e de rejeitá-la, em si e no outro. Consequentemente, a verdade não ficaria apenas em um dia, assim como também o da mentira não fica só no primeiro de Abril.

 

Artigo publicada na página 9 da edição 162 da Gazeta de Votorantim de 2 a 8 de abril







Deixe seu Comentário

Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.