Anterior

Um mandato de muitas lutas e conquistas

02/02/2015

Anterior

Próxima

Os braceletes estão com tudo!

02/02/2015

Próxima
02/02/2015 - 15:45
Semana de 31 a 06 de fevereiro de 2015


“O governo federal mudou, os ministros mudaram e é evidentemente importante

que o município esteja visitando esses ministérios, não só solicitando continuidade

do que está em andamento, como para dar sequência a algumas coisas que não

aconteceram ainda.”

(Prefeito Erinaldo Alves para Rádio Cacique, em relação ao seu encontro com o Ministro

do Esporte em Brasília)


“Não é meu hábito participar da abertura do ano legislativo, mas é evidente que a

gente vai mandar uma mensagem congratulando-se com o presidente, desejando

sucesso na sua gestão.”

(Prefeito Erinaldo Alves para Rádio Cacique, respondendo se prestigiaria a primeira sessão

deste ano da Câmara de Votorantim)


“Tinha um político de Minas que dizia que política é como nuvem, você olha para o

céu, está de um jeito; descuidou um pouco e quando olha de novo, já mudou tudo.”

(Prefeito Erinaldo Alves para a Rádio Cacique sobre a saída do vice-prefeito Silvano Mendes da Secretaria de Serviços Públicos)


“No dia usei um terno do meu pai, fui no carro oficial, e na volta pedi para me

deixarem na Avenida 31 de Março propositalmente em frente uma lanchonete, a

rua estava movimentada e todos queriam sabem onde fui na estica.”

(Presidente do legislativo, Eric Romero à Gazeta de Votorantim, sobre sua marcante

participação aos 15 anos de idade na posse do Governador Antônio Fleury Filho)


“Interessante frisar que, quando o político é a ‘pedra’ a situação é uma e, ao passar a ser ‘vidraça’, é outra.”

(Aristides Fernandes, presidente da APEVO, em coluna da entidade na Gazeta)


“Advertimos os católicos que todos aqueles que o acompanharem em tal decisão estarão

também abandonando a Igreja Católica na qual foram batizados e incorrem igualmente

nas penas canônicas”.

(Dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues, Arcebispo Metropolitano em Comunicado

aberto em rede social, aos fiéis católicos sobre a ruptura do fundador do “Mosteiro

Filhos Misericordiosos da Cruz”, com a igreja católica)


“Causar constrangimento a uma entidade religiosa e aos fiéis com o intuído de proibição

ou inibição é desrespeito à liberdade religiosa e no senso ecumênico tão falado e

exigido pelo nosso querido Papa Francisco e seus predecessores”.

(Rev. Mons. Theodoro, Fundador do “Mosteiro Filhos Misericordiosos da Cruz”)


publicado na edição n° 103 de 31 a 06 de fevereiro de 2015 do Jornal Gazeta de Votorantim, na página 2










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.