Anterior

Votorantim terá programação para comemorar o Dia Internacional da Juventude

05/08/2015

Anterior

Próxima

Operação Mata-Fogo auxilia Corpo Bombeiros no combate às queimadas

05/08/2015

Próxima
05/08/2015 - 17:46
“Samuzinho” realiza atividade na volta às aulas

As crianças estavam animadas e ansiosas. Era a ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegando no Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Célia Chiozoto Marinoni, no bairro do Rio Acima, na manhã desta quarta-feira (5), para realizar o projeto “Samuzinho”. Essa foi a primeira escola a ser visitada após a volta às aulas. A atividade consiste em conscientizar as crianças ao mostrar trabalho dos paramédicos e a ambulância utilizada por eles, e também capacitar os auxiliares de educação e professores para realizar primeiros socorros. A ação tem a parceria da Secretaria de Saúde (Sesa), de Educação (Seed), Samu, e Núcleo Escolar Odontológico.

O projeto vem percorrendo as unidades de ensino infantil da cidade desde abril. Igual ao que foi feito nas visitas anteriores, os paramédicos falaram para as crianças não passarem trotes ao Samu, não usarem cerol na linha de pipa e, sempre que preciso, ligar para o 192, além de mostrar todo o interior da ambulância. Os professores e auxiliares de educação também tiraram diversas dúvidas com os paramédicos sobre primeiros socorros.

Para a diretoria do Cmei Célia Chiozoto Marinoni, Jossileni Gonçalez Tobias, esta ação é excelente, pois deixa os funcionários mais tranquilos quando tiverem de auxiliar os alunos ou de até mesmo informar o Samu com mais precisão, caso seja necessário chamá-lo. A atividade também foi feita no período da tarde na escola.

A coordenadora do Núcleo Escolar Odontológico, Ana Cláudia de Moura Barros, revelou que a intenção, agora, é premiar as crianças que melhor colorirem o desenho da viatura do Samu. “Serão premiadas uma por turno (manhã e tarde) com uma camiseta do projeto”, além de terem de explicar o que aprenderam com a visita.

O motivo de levar as crianças conhecerem o interior de uma ambulância é para que vejam como funciona e, assim, percam o medo, conforme elucidou a enfermeira e coordenadora do Samu de Votorantim, Patricia Dias Garrido. “Mas ninguém é obrigado a entrar, entra quem quiser”. João Pedro, de 4 anos, por exemplo, disse que ele adorou ter conhecido o veículo por dentro e nunca havia visto um tão de perto.

Secom Votorantim

 



Veja mais fotos:








Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.