Anterior

Programa de tevê da Apevo estreia nesta quinta

12/09/2017

Anterior

Próxima

Área pública abandonada gera queixas de moradores da região da Vila Garcia

12/09/2017

Próxima
12/09/2017 - 13:09
O primeiro Ginásio Estadual de Votorantim


O primeiro Ginásio Estadual de nossa cidade foi criado no ano de 1957 e funcionava nas dependências do prédio antigo da Escola Comendador Pereira Inácio, no bairro da Barra Funda. O ginásio começou com apenas uma sala de primeira série. Nossa diretora era a professora Dna Luiza. Os alunos participantes dessa primeira turma eram: Jesus Rodrigues Filho (Russo), Edson Palmieri de Mendonça, Paulo Domingues, Agenor Ribeiro, Saul, Doroti (filha do Jarbas), Amélia, Pedro Mesadri, Geraldo e outros. Nessa época, nossa cidade era distrito de Sorocaba e todo ano havia em Sorocaba o torneio estudantil, no qual participavam todas as escolas do município, era uma festa bonita, onde os estudantes lotavam as dependências do estádio para prestigiar as competições esportivas. Nossa diretora, Dna Luiza, foi até a nossa sala e demonstrou o desejo de incluir a nossa escola na competição, mesmo sabendo que éramos poucos alunos e dificilmente teríamos alguma chance de conquistas, mas apenas pelo espírito de participação e com o propósito de promover o nosso distrito, ela nos incentivou a participar. Ficamos felizes e motivados, mas não tínhamos alunos em condições para montar um time de futebol de campo para competir com as grandes e tradicionais escolas de Sorocaba. Para atender o esforço e o desejo da nossa diretora, resolvemos encarar o torneio e para iniciar a nossa preparação, colocamos como treinador e responsável pelo grupo o nosso melhor jogador, o craque Jesus Rodrigues que naquela época jogava no Corinthians de Votorantim, clube que disputava o campeonato amador da cidade de Sorocaba. Nosso time não tinha jogador, não tinha chuteiras e nem enfardamento para disputar o torneio, foi um sufoco, tivemos que emprestar quase tudo. O torneio foi disputado no Estádio do Estrada de Ferro Sorocabana, estádio profissional, lotado de estudantes, vibração total e por força do destino, nós abrimos a competição e nosso adversário era nada mais e nada menos que a escola da OSE, a mais rica e bem montada equipe do Torneio, seu uniforme era maravilhoso, seu elenco composto de jogadores de alto nível técnico, sendo alguns quase profissionais como o craque Gaeta e mais alguns da categoria amadora e profissional. Esses jogadores entraram em campo no estilo dos grandes clubes, foram super aplaudidos pelos torcedores que lotavam as arquibancadas do estádio. Os jogadores se concentraram no centro do gramado e com estrema habilidade petecavam a bola com os pés, com a cabeça, com o peito, enfim demonstravam grande afinidade com a redonda. Nós que ainda não tínhamos entrado em campo, olhávamos assustados aqueles caras fazendo miséria com a bola, para ser sincero, tivemos vontade de desistir, mas o senso de responsabilidade falou mais alto e fomos para campo enfrentar o bicho papão do torneio. O nosso espírito de luta, a nossa vontade e a nossa simplicidade derrotou os soberanos, ganhamos o jogo, fomos aplaudidos entusiasticamente, fomos para o descanso afim de enfrentar o próximo adversário. Disputamos o torneio com dignidade e saímos como vice-campeões, dando a nossa diretora e à nossa cidade uma grande alegria. Na semana seguinte, fomos para Sorocaba, participar da festa de encerramento do torneio, a qual aconteceu no Ginásio de Esporte de Sorocaba, com a presença do prefeito e das autoridades esportivas da região. Após várias comemorações e discursos, houve a entrega da taça de campeão para um ginásio da Prefeitura de Sorocaba e finalmente a entrega das medalhas para o primeiro, segundo e terceiro colocado. Não conseguimos ser campeão pelas dificuldades já citadas, mas fomos vice e isto trouxe a todos uma grande alegria e o sentimento de que a vontade, a garra e a perseverança, pode nos conduzir ao sucesso. Se for possível caros amigos, gostaria que esse feito fosse colocado na história de Votorantim, acredito que colaboramos para mostrar a existência do nosso Ginásio, a evolução educacional da cidade. Por tudo isto e até por gratidão, acho que nós fundadores dessa escola, merecemos fazer parte desse cantinho de Saudades.

Edson Palmieri de Mendonça
Passou a infância e juventude em Votorantim. Hoje, aos 78 anos, vive em São Paulo, mas não se desconectou de sua história.

 

Carta publicada na página 10 da edição 235 da Gazeta de Votorantim de 09 a 15 de setembro de 2017










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.