Anterior

Emprega São Paulo tem 5.215 vagas abertas no Estado

25/09/2017

Anterior

Próxima

Tribunal de Contas/SP abre concurso para 133 vagas de nível superior

25/09/2017

Próxima
25/09/2017 - 10:33
Vacinação contra HPV imuniza adolescentes com até 15 anos

Divulgação

O HPV é a sigla para “Papiloma Vírus Humano”, que se manifesta por meio de verrugas ou lesões na pele e mucosas (parte interna de órgãos). Cerca de 10% das meninas têm contato com o vírus logo na primeira relação sexual.

E esse número tende a aumentar, já que cerca de 80 a 90% das pessoas têm contato com o HPV ao longo da vida. Por isso, uma campanha de vacinação nacional busca combater esse mal silencioso ainda na juventude.

Todo adolescente com até 15 anos de idade deve tomar a vacina. Os meninos, que foram incluídos no início deste ano, podem se vacinar a partir de 11 até 14 anos. Já as meninas começam a partir dos 9 até os 14 anos.

Segundo a diretora de imunização, Helena Keiko Sato, “para uma adequada proteção é fundamental a aplicação de duas doses. E a vacina contra HPV está disponível em qualquer sala de vacinação”.

O HPV é considerado uma DST (Doença Sexualmente Transmissível). Cerca de 98% dos casos são transmitidos pelo contato pele com pele, sem necessidade de troca de fluídos. Outro dado importante é que, embora muito comum, mais de 90% dos casos o vírus sai do organismo naturalmente.

Entretanto, quando manifesta em forma de verruga ou lesões na pele é um indício precursor de câncer. Por isso, além das vacinas, o uso da camisinha é fundamental no combate à doença.

Os sintomas normalmente se manifestam entre dois e oito meses após a infecção. Contudo, o HPV pode ficar encubado no organismo sem se manifestar por até 20 anos. É inviável determinar se a pessoa está, ou não, infectada pelo vírus. Proteção é o melhor caminho. Procure orientação médica se necessário.

 

Fonte: Portal do Governo do Estado de São Paulo










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.