Anterior

Vestibulinho das Etecs acontece neste domingo

20/01/2018

Anterior

Próxima

Palmeiras e Flamengo novamente decidem a Copa Sub-15

20/01/2018

Próxima
20/01/2018 - 17:33
Zoonoses retira mais dois macacos mortos no Parque do Matão

Ressalta-se que macacos não transmitem a doença. Eles são vítimas.

Imagem de um dos primeiros macacos encontrados mortos na cidade

Saúde não descarta possibilidade de novas mortes tendo em vista que o resultado de um deles já apontou o vírus da febre amarela silvestre

Na manhã deste sábado (20), agentes do Centro de Controle de Zoonoses de Votorantim recolheram mais um macaco bugio morto no interior do Parque do Matão. O material coletado foi encaminhado para análise do Instituto Adolfo Lutz e um outro foi encontrado no final da tarde de quinta-feira (18), porém seu estado não permitiu coleta para análise. Com isso sobe para oito os primatas achados mortos no parque.

De acordo com a Secretaria da Saúde (Sesa) a cidade não registra caso de febre amarela em humanos, nem suspeitos em andamento. A vacinação segue na próxima semana em dois postos, nas UBSs do Parque Bela Vista e do Jardim Clarice, das 8h às 16h. Sendo que são limitadas a 250 doses por dia e a senha deve ser retirada no local às 7h. Na segunda os agentes retomam também a aplicação da vacina de casa em casa para os moradores do entorno do Parque do Matão.

“A morte de mais primatas já é esperada a partir da confirmação do laudo por febre amarela em um deles, uma vez que eles vivem em bandos”, explica a coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses, Kátia Regina de Oliveira. Ela afirma ainda que a espécie, bugio, é extremamente sensível ao vírus.

De acordo com a Sesa, dos oito primatas encontrados mortos, as vísceras de quatro deles possibilitaram a análise do Instituto Adolfo Lutz, dos quais um laudo retornou até o momento, no último dia 12, apontando a causa da morte por febre amarela. A coordenadora da Zoonoses reforça que o número de primatas mortos independe para o desencadeamento das ações que estão em andamento. “Basta a confirmação em um deles para que os protocolos adequados sejam adotados”, diz.

Com a proposta de não causar desencontro de informações a Secretaria da Saúde (Sesa), adotará a partir da próxima semana a expedição de um único boletim semanal, às sextas-feiras, contendo dados atualizados sobre mortes de macacos, resultados de laudos enviados ao Adolfo Lutz, bem como o número de vacinas contra febre amarela aplicada até aquele momento.

Fonte: Assessoria de imprensa Prefeitura de Votorantim










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.