Anterior

Cartório de Votorantim atende eleitor em horário ampliado

16/02/2018

Anterior

Próxima

Senhor que faleceu com suspeita de febre amarela era cônsul honorário da tradição gaúcha

17/02/2018

Próxima
16/02/2018 - 15:35
Votorantim investiga casos suspeitos de febre amarela

Exames coletados aguardam laudo do Instituto Adolfo Lutz; ações de bloqueio são realizadas
 Foto: Divulgação/ PMV 

A Secretaria da Saúde de Votorantim informa que está investigando dois casos suspeitos de febre amarela na cidade, o primeiro de uma criança de um ano, moradora do Altos de Votorantim e o segundo, de um homem de 87 anos, morador do Jardim Tatiana, que morreu no último dia 10. Até o momento, Votorantim não tem nenhum caso confirmado da doença em humanos.

De acordo com a Secretaria, todos os procedimentos estão sendo realizados até que o resultado dos exames seja divulgado pelo Instituto Adolfo Lutz. Nesta sexta-feira (16) agentes do Centro de Controle de Zoonoses realizaram ações de nebulização e bloqueio no entorno da residência do morador do Jardim Tatiana, além de visitas casa a casa para remover e tratar os criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Em ambos os casos, o atendimento dos pacientes foi realizado em Sorocaba. A criança de um ano deu entrada no final de janeiro em um hospital particular, onde foram coletados os exames. Ainda de acordo com a Secretaria, a criança já teve alta hospitalar. Com relação ao idoso, ele foi atendido na rede pública de Sorocaba, que notificou a suspeita e realizou a coleta dos exames no último dia 9.

A Secretaria destaca que, tendo em vista o quadro epidemiológico em todo o Estado é importante identificar e investigar quadros suspeitos da doença. Segundo o Ministério da Saúde, os sintomas iniciais da febre amarela incluem o início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza. Em casos graves, a pessoa pode desenvolver febre alta, icterícia (coloração amarelada da pele e do branco dos olhos), hemorragia (especialmente a partir do trato gastrointestinal) e, eventualmente, choque e insuficiência de múltiplos órgãos.


Imunização

O município de Votorantim iniciou as ações de imunização em 12 de janeiro, desde que foi constatada a morte por febre amarela silvestre de um dos macacos encontrados mortos no Parque do Matão. Seguindo os protocolos da Secretaria de Estado da Saúde e do Ministério da Saúde, as ações se iniciaram no entorno no parque, com vacinação casa a casa, em postos fixos e nas escolas, ampliando-se, desde a última quinta-feira (15) para todas as 15 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade.

 

A relação dos locais e o esquema completo da vacinação podem ser encontrados no site da Prefeitura em www.votorantim.sp.gov.br e na página oficial do facebook, em www.facebook.com/prefeituravotorantim.

 

 

Fonte: Assessoria de imprensa Prefeitura de Votorantim

 

observação: A Prefeitura de Votorantim informou que os pacientes não estiveram em outras cidades consideradas áreas de risco.










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.