Anterior

Uniso oferece bolsas de estudo para notas do Enem 2017

22/02/2018

Anterior

Próxima

30% dos brasileiros vendem o vale refeição

22/02/2018

Próxima
22/02/2018 - 09:43
Conheça alternativas de intercâmbio para tornar sua experiência única

Programas combinados, curso de idioma focado em áreas profissionais específicas e trabalho voluntário são algumas das opções
 Foto: Divulgação  

Que tal aprender um novo idioma e ainda desenvolver seu lado dançarino em Miami? Ou quem sabe ajudar professores a ensinar crianças na África do Sul? Desenvolver a fluência num segundo idioma com alguma atividade extra, é uma ótima opção para quem pretende deixar o intercâmbio ainda mais prazeroso.

O domínio de um segundo idioma deixou de ser apenas um diferencial para se tornar essencial na vida de qualquer pessoa, não só no Brasil, mas no mundo todo. De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia MERCED, 97% dos estudantes que se graduaram e tiveram experiências internacionais obtiveram um emprego no prazo de 12 meses, por outro lado, apenas 49% dos graduados que não tiveram vivência internacional conseguiram entrar no mercado de trabalho no mesmo período.

A gerente de produtos da CI Intercâmbio e Viagem, Fabiana Fernandes, comenta como tornar essa experiência ainda mais imersiva ao combinar diferentes atividades, além de aprender outra língua. “Fazer este tipo de intercâmbio é uma oportunidade de associar o desenvolvimento de um idioma com uma tarefa de preferência do cliente, seja para fazer algo que ele goste, como surfar e cozinhar, ou para dar um grande upgrade no currículo, ao fazer um curso de negócios ou arquitetura, e até mesmo voluntário”, explica Fabiana.

Que tal combinar um curso de idioma + uma atividade ao seu gosto?

Aprender italiano e arquitetura bem no centro de Roma, é uma experiência única para quem adora belas construções e obras. Para quem gosta de balançar o esqueleto, nada melhor do que desenvolver o inglês e a salsa em Miami. Os cursos combinados são feitos para quem quer estudar um idioma e praticar uma outra atividade como aulas de surfe, mergulho, dança, culinária, fotografia e muitas outras possibilidades. “Essa é uma ótima oportunidade para aperfeiçoar habilidades pessoais e profissionais, junto a uma nova língua. Fazer o que mais gosta torna o aprendizado ainda mais prazeroso”, comenta a gerente.

E se o seu curso de inglês for focado em uma profissão?

Um modelo de intercâmbio excelente para aperfeiçoar o currículo é fazer um curso de idioma focado em uma área específica. Essa é uma excelente oportunidade para dar aquele UP na carreira, as opções são muitas, como marketing, direito, comércio exterior, tecnologia e negócios em geral. “Em um mundo cada vez mais globalizado, esse programa será um diferencial para qualquer profissional. Aprender os termos técnicos e vivenciar assuntos relacionados à profissão em sala de aula, ajudará no desenvolvimento do estudante”, explica Fabiana.

Já pensou em desenvolver o inglês enquanto ajuda o próximo?

O trabalho voluntário é uma ótima oportunidade de fazer uma viagem fora do tradicional, tanto nas atividades que serão feitas, quanto nos destinos. Neste programa é possível conhecer culturas muito distintas por permitir fazer voluntariado em países como Índia, Nepal e Vietnã  . Associar essa vivência com a aprendizagem de um segundo idioma no exterior é um diferencial que as empresas valorizam, tanto pelo desenvolvimento no idioma, quanto pela evolução nas habilidades de liderança, comprometimento, trabalho em equipe, entre outras. Essa é uma experiência que traz ao próprio viajante benefícios pessoais e profissionais para toda a vida.

Você conhece os destinos que permitem trabalhar e estudar?

Para quem quer fazer um intercâmbio e também quer aproveitar para ter uma atividade remunerada, a opção trabalhar e estudar é uma ótima escolha. Mas é importante entender quais são os países e as regras que permitem que o intercambista tire o visto de estudante que permita o trabalho legalmente, entre eles estão Canadá, Irlanda, Nova Zelândia, Austrália, Estados Unidos e Emirados Árabes. “O estudante neste programa terá o suporte da CI e da escola para sair em busca da vaga de emprego. Neste caso, o estudante deve ser maior de idade e é aconselhável que ele tenha um nível intermediário do idioma do país, para tirar melhor proveito da experiência”, explica Fernandes.

“Os modelos de intercâmbio são muitos e atendem a todos os públicos. Em um mundo em que ter uma experiência internacional e ser fluente em um segundo idioma demonstra crescimento pessoal e profissional, fazer um intercâmbio é a melhor forma de alcançar esses objetivos de uma só vez”, completa Fabiana Fernandes.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa 










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.