Anterior

Votorantim tem um caso confirmado de febre amarela

17/04/2018

Anterior

Próxima

Guanabara vence e sai na frente pela vaga na final no Quarentão

17/04/2018

Próxima
17/04/2018 - 10:16
Rua em Votorantim já está enfeitada à espera do hexa
 Foto: Matheus Cirone  

Robsom, Tatiane e José Carlos

Matheus Cirone
(programa de estágio)


As bandeirinhas verde-amarelas e as guias das calçadas pintadas com as cores da bandeira nacional assinalam que a rua Carlos Alberto Queiroz, no Altos de Votorantim, está preparada para a chegada da Copa do Mundo de Futebol da Rússia, que começa em 14 de junho.

A rua, sem saída, recebeu uma grande faixa com os dizeres “rua Carlos Alberto Queiroz na Copa da Rússia 2018”, no asfalto estão pintados a bandeira nacional, o Zabivaka (lobo siberiano, mascote da Copa), além da taça e do escudo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O militar reformado José Carlos Bueno da Mota, 54 anos, mora no local há nove meses e conta como foi que a ideia começou. “Primeiro fechamos a rua com o muro e a partir da união dos vizinhos, decidimos enfeitar a rua”, relata. Sobre o tempo que a rua está sendo enfeitada, ele comenta. “Há mais de um mês que a ideia foi concretizada e conversamos com todos os vizinhos”. Apesar da união da vizinhança, o dinheiro arrecadado não foi suficiente. “O gasto foi de quase R$ 3 mil, contamos com a ajuda de patrocinadores”. A expectativa para a Copa é grande. “A gente quer que ganhe, mas independentemente do resultado, o importante é essa união que estamos construindo. Enfeitar a rua traz mais ânimo para a Copa”, finaliza.

O filho de Mota foi quem pintou fez os desenhos na rua. “Peguei as imagens na internet e fui tirando a medida com a trena, fizemos nos tamanhos para que coubessem as quatro imagens. Mais de um mês de trabalho”, relata Robsom Mota. O jovem conta sobre o dia que pintou a taça. “Era um sábado, acordei cedo e pintei, quando anoiteceu caiu uma chuva forte e tirou muita tinta. Fiquei irritado, mas no domingo fiquei das 8h às 22h pintando”, afirma. Ele ainda lembra que não é a primeira vez que pinta a rua. “Quando morávamos em outra rua, já tínhamos pintado a via”, conta.

Para Tatiane Duarte, 29 anos, a experiência é inédita. “Nunca tinha feito isso, nem quando criança. Estou adorando a ideia, a rua está linda”. O filho dela, Pietro Henrique, de 3 anos, está aproveitando a festa. “Quando meu marido e o Robsom estavam pitando, o Pietro queria ficar junto. Muito legal, porque começa a entender como é importante a união da vizinhança”, comenta.  Sobre a expectativa da Copa e como os jogos serão assistidos, ele revela. “Vamos fazer festa. Torcendo para que o Brasil ganhe, mas o importante é festa. A nossa ideia é colocar um telão e todo mundo assistir junto”, finaliza.

Os moradores da rua esperam que a tradição seja mantida e que outros locais de Votorantim recebam pinturas e enfeites para a Copa do Mundo. (Supervisão: Luciana Lopez)

 


Texto publicado na página 10 da edição 263 da Gazeta de Votorantim 14 a 20 de abril de 2018










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.