Anterior

Geriatras e fonoaudiólogos de Sorocaba debatem a interferência da perda auditiva e do zumbido na vida psicossocial do idoso

06/06/2018

Anterior

Próxima

‘Pessoas LGBT com deficiência’ é tema de encontro no Sesc Sorocaba

06/06/2018

Próxima
06/06/2018 - 11:23
Da escolha do profissional a distúrbios mentais: saiba os riscos de uma cirurgia plástica mal planejada

Especialista faz considerações importantes sobre os procedimentos, inclusive, a onda das cirurgias combinadas
 Foto: Divulgação  

Hoje, há inúmeros procedimentos estéticos à disposição daqueles que não se sentem satisfeitos com a própria imagem. Desde lipoaspiração, aumento ou redução de mama, passando para o nariz e até uma simples correção de orelha de abano são alguns exemplos feitos pelos cirurgiões plásticos. No entanto, há uma série de etapas que o paciente precisa levar em conta antes de se submeter a qualquer procedimento cirúrgico.

O mais importante deles é destacado pelo cirurgião plástico Arthur Barros, membro da Associação Brasileira de Cirurgia Plástica e do International Society of Plastic Surgery, como sendo o fator principal para o sucesso de uma cirurgia plástica: o médico especialista.

"O paciente deve levar em conta, em primeiro lugar, a escolha de um profissional que deve ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Ele também deve, inclusive, ir à procura de recomendações de pacientes que tenham passado por cirurgias plásticas com este profissional".

Além da escolha certa do profissional, o paciente deve entender se ele realmente precisa passar por um procedimento estético e se ele ainda possuiu condições físicas de saúde e até mesmo mentais para tal. Por menor que seja o procedimento, ele pode estar suscetível a complicações, já que se trata de uma cirurgia, o que torna esses dois aspectos tão importantes quanto à escolha do médico.

Segundo o especialista, há casos onde os profissionais optam pela não realização da cirurgia. "A cirurgia plástica, quando bem indicada e realizada, melhora a autoestima; devendo, no entanto, ser postergada ou contraindicada para pacientes com quadros clínicos de depressão ou com distúrbios psicológicos agudos".

A realização de várias cirurgias plásticas ao mesmo tempo

A procura pela aparência perfeita tem levado muitas pessoas a se submeterem a chamada cirurgias plásticas combinadas, ou seja, realizar dois ou mais procedimentos de uma vez, economizando tempo, dinheiro e passando apenas por um pré e pós-operatório. Atualmente, a mais comum feita nos consultórios brasileiros é o implante de mama associado a lipoaspiração. Não que essa prática seja contraindicada, mas o cirurgião plástico alerta para um risco maior a saúde, quando o procedimento envolver um tempo cirúrgico maior do que seis horas.

"A realização de vários procedimentos ao mesmo tempo pode ser feita, mas deve-se respeitar os limites de tempo, porque cirurgias plásticas muito demoradas aumentam os riscos de complicações a saúde".

Ele ainda completa, afirmando que a busca da perfeição excessiva, pode ter resultado negativo e perdurar para o resto da vida. "O excesso de cirurgias, quando mal indicadas, podem levar a distorções da harmonia facial e corporal, muitas vezes com estigmatização do paciente por exageros nas correções das suas queixas".

A recuperação

Seguir todas as indicações do especialista após o procedimento também é importante e contribui para o resultado final de uma cirurgia. Muitas pessoas pensam que ele é conseguido logo após o término do pós-operatório, mas a verdade é que ele pode ser atingido de seis meses até depois de um ano da realização da plástica.

"A recuperação de cada cirurgia plástica é diferente. Por exemplo, na cirurgia de orelha, a recuperação inicial para atividades habituais são após uma a duas semanas, mas o resultado final é em seis meses. A de nariz tem uma recuperação inicial para atividades de 15 dias e resultado final de 12 meses. Já a cirurgia de aumento das mamas requer uma recuperação inicial de uma a duas semanas e um resultado final da cicatriz e forma será após um ano", conclui Arthur.

 

Fonte: Jf Gestão de Conteúdo










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.