Anterior

Parque do Matão é reaberto aos visitantes

06/06/2018

Anterior

Próxima

Aberta as inscrições para o evento Foot & Tech & InovaBra

06/06/2018

Próxima
07/06/2018 - 10:00
Plataforma de educação à distância do ministério já tem mais de 400 mil inscrições

Números foram apresentados em seminário realizado em Brasília nesta terça-feira (5)
 Foto: Divulgação  

Em pouco mais de seis meses de funcionamento, a Escola do Trabalhador já recebeu 417.680 matrículas. A plataforma de ensino à distância, lançada pelo Ministério do Trabalho em 21 de novembro do ano passado, tem recebido uma média de 2,3 mil inscrições por dia de todos os estados brasileiros.

O diretor de Políticas de Empregabilidade do Ministério do Trabalho, Higino Brito Vieira, considera o alcance da escola excelente e ele tem a expectativa de que esse número cresça ainda mais nos próximos meses. “Ver esses números nos faz termos ainda mais convicção de que estamos no caminho certo, apostando em uma política pública que está realmente chegando aos trabalhadores brasileiros”, afirmou.

Os dados foram apresentados nesta terça-feira (5) no “I Seminário Escola do Trabalhador: Estado da Arte, Desafios e Perspectivas”. O evento ocorre durante todo o dia na Universidade de Brasília (UnB), que é parceira do Ministério do Trabalho no projeto, e tem o objetivo de avaliar a escola e definir metas para os próximos meses.

A Escola do Trabalhador tem como objetivo oferecer qualificação profissional aos trabalhadores por meio de cursos feitos pela internet, no site http://escola.trabalho.gov.br. Pode ser acessada de qualquer computador e por qualquer pessoa, mas tem foco principal em quem está desempregado e acessa o programa de Seguro Desemprego do Ministério do Trabalho.

Já foram lançados 21 cursos, número que deve chegar a 50. Não há pré-requisitos para cursá-los e também não existe escolaridade mínima exigida. O objetivo é fazer com que eles sejam acessíveis a todos os trabalhadores para que, como lembrou a professora Helena Eri Shimizu, do decanato de pós-graduação da UnB durante o seminário, “tenhamos um bom projeto para dar boas respostas à sociedade”.

 

 

Fonte: Ministério do Trabalho










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.