Anterior

Gaguinho e ex-assessores são investigados por uso indevido do carro oficial e verba de refeição

10/06/2018

Anterior

Próxima

Shopping recebe a primeira edição da Feira Volta ao Mundo

10/06/2018

Próxima
10/06/2018 - 15:31
FGTS poderá ser utilizado para comprar aparelho auditivo

Decreto Federal autoriza utilização do recurso após emissão de laudo comprovando a necessidade; fonoaudióloga comenta a conquista
 Foto: Divulgação 

O Governo Federal agora permite ao trabalhador com deficiência utilizar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço para a compra de órteses e próteses, como os aparelhos auditivos.

De acordo com o decreto Nº 9345/18, que já está em vigor, todo trabalhador com deficiência pode utilizar os recursos depositados em sua conta no FGTS para aquisição dos acessórios.

Para que a venda seja autorizada, é necessário um laudo médico que ateste a condição de deficiência física. No caso da perda auditiva, é preciso que o fonoaudiólogo emita o documento, que precisa conter a classificação de referência utilizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para o problema e a prescrição médica que indique a necessidade de órtese ou prótese para a sua acessibilidade e inclusão social.

Dra. Vanessa Gardini, fonoaudióloga da Pró-Ouvir Aparelhos Auditivos fala sobre esta importante conquista dos trabalhadores com deficiência. “Deficiente auditivo não é somente aquela pessoa que não escuta nada, mas sim todos aqueles que sentem dificuldades em ouvir com clareza ou sofrem com zumbido no ouvido. Estas pessoas, quando não conseguem tratar o problema, têm a vida prejudicada, pois não conseguem se comunicar e trabalhar normalmente, além de estar expostas às complicações da perda auditiva não tratada, como: aumento do risco de quedas, demências, doenças neurológicas degenerativas, como o mal de Alzheimer, além do isolamento social, que pode levar à depressão”, afirma.

“A possibilidade de poder comprar aparelho auditivo com o FGTS é uma grande conquista, pois, muitas pessoas que não conseguem escutar perfeitamente e não tem condições de adquirir aparelhos auditivos poderão ser reinseridas ao convívio social e voltar às atividades profissionais, fortalecendo a inclusão social”, completa.

Mais informações podem ser obtidas pelo site: www.proouvir.com.br.

 

 

Fonte: Q Notícia










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.