Anterior

Bate-papo com Adriano Gianolla acontece na Biblioteca Infantil

04/07/2018

Anterior

Próxima

Crystal é a cerveja oficial da Festa Junina de Sorocaba

05/07/2018

Próxima
04/07/2018 - 17:30
Votorantim registra quatro casos de Meningite Viral em crianças

 

Informações obtidas pela Gazeta de Votorantim 

 

A Secretaria da Saúde de Votorantim (Sesa) informou, na tarde desta quarta-feira (04) que foram registrados nas últimas semanas quatro casos de Meningite Viral em crianças no município.

Segundo a pasta, duas crianças estão em tratamento em hospitais de Sorocaba. As idades são de 6, 4 e 1 ano, além de uma de 8 meses.

A Sesa informa ainda que os laudos emitidos pelo Instituto Adolfo Lutz comprovam que não se trata de Meningite Bacteriana. “Nos quatro casos, por se tratar de Meningite Viral, foram dadas as devidas orientações as unidades escolares onde as crianças estão matriculadas. Na manhã desta terça-feira a equipe da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde esteve em uma das unidades escolares dando orientações e tirando as dúvidas dos funcionários. Inclusive as atividades nessas unidades continuam normalmente, tendo em vista que o protocolo para esse tipo da doença não necessita de bloqueio”, informou por meio da assessoria de imprensa. Até o momento, a cidade não registra nenhum caso de meningite bacteriana.

A Meningite viral pode ser prevenida das seguintes maneiras:

Higiene pessoal - Lave as mãos frequentemente e use álcool em gel em seguida, principalmente antes de manipular alimentos, após usar o banheiro ou de trocar uma fralda e depois de assoar o nariz ou espirrar.

Limpeza da casa - Mantenha o banheiro sempre limpo e arejado; evite ligar o ar-condicionado, pois os filtros podem acumular os vírus; limpe com cloro as superfícies da cozinha e banheiro. Higiene dos alimentos.

Antes de cozinhar, lave todos os legumes, frutas e verduras e depois deixe-os de molho no cloro.

 

Meningites

De acordo com o Ministério da Saúde, a meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Pode ser causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, vírus, parasitas e fungos, ou também por processos não infecciosos. As meningites bacterianas e virais são as mais importantes do ponto de vista da saúde pública, devido sua magnitude, capacidade de ocasionar surtos e, no caso da meningite bacteriana, a gravidade dos casos. No Brasil, a meningite é considerada uma doença endêmica, deste modo, casos da doença são esperados ao longo de todo o ano, com a ocorrência de surtos e epidemias ocasionais. A ocorrência das meningites bacterianas é mais comum no inverno e, das virais, no verão.

Os principais sinais e sintomas são: febre, dor de cabeça, vômitos, náuseas, rigidez de nuca e/ou manchas vermelhas na pele.

Em crianças menores de um ano de idade, os sintomas podem não ser tão evidentes. Por isso, é necessário ter atenção para a presença de moleira tensa ou elevada, irritabilidade, inquietação com choro agudo e persistente, além de rigidez corporal com ou sem convulsões.

Em geral, a transmissão é de pessoa a pessoa, através das vias respiratórias, por gotículas e secreções do nariz e da garganta.

A transmissão fecal-oral é de grande importância para a meningite viral, principalmente, nas infecções por enterovírus.

 

 

 










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.