Anterior

Vacinação contra a gripe prossegue nas unidades de saúde de Votorantim

11/07/2018

Anterior

Próxima

Marido mata jovem e esconde o corpo em baixo do sofá na favela do Palmeirinha

11/07/2018

Próxima
11/07/2018 - 15:56
Comissão de Ética da Câmara questiona órgãos públicos de outras cidades sobre a presença do vereador Gaguinho
 Foto: Sandra Mara 

 

Matheus Cirone

(programa de estágio)

 

A Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara de Votorantim se reuniu, na manhã desta terça-feira (10), para discutir a situação do vereador José Antônio de Oliveira, o Gaguinho (DEM), que foi denunciado por uso irregular do carro oficial do seu gabinete. Ele atribui as ilegalidades aos ex-assessores que o denunciaram.

Segundo o ranking do uso dos veículos oficiais dos vereadores de janeiro de 2017 a maio de 2018, o vereador Gaguinho é o que mais utilizou o carro nesse período, tendo rodado 42.276 km e tendo gasto R$ 14.621,32 com combustíveis. A quilometragem ultrapassa a soma de seis outros vereadores no mesmo período. Segundo o site de notícias G1, com essa quilometragem daria para dar uma volta ao mundo, que tem cerca de 40 mil quilômetros percorrendo a linha do Equador.

O vereador Adeilton Tiago dos Santos, o Ita (PPS), presidente da Comissão, disse que o processo deve demorar para finalizar e que novas provas foram pedidas ao vereador Gaguinho. “Deve ser um processo lento, não temos previsão para finalizar, queremos fazer tudo da melhor maneira. O vereador Gaguinho disse que fez protocolos em algumas cidades no Estado de São Paulo e fora do Estado. Demos três dias para que ele apresente esses protocolos”, explicou.

Santo Antônio da Platina, no Paraná, foi um dos destinos do vereador, segundo ele mesmo disse e apresentou protocolo para a Comissão, mas, segundo Ita, o prefeito da cidade paranaense negou ter recebido Gaguinho. “O prefeito da cidade de Santo Antônio da Platina informou que não esteve com o vereador, mas pode ser que ele tenha ido a outro setor da prefeitura, porém com o prefeito não esteve”, afirmou e completou dizendo que questionará outras prefeituras em que Gaguinho disse que esteve.

O próximo passo, segundo o presidente da Comissão, é esperar até a próxima sexta-feira (13), para que Gaguinho apresente todos os protocolos e mais uma reunião entre a Comissão será marcada. “Depois que o Gaguinho apresentar os protocolos, iremos nos reunir e depois encaminhar tudo para o Ministério Público”, comentou. O Ministério Público, inclusive, já recebeu as filmagens da primeira reunião.

Na semana passada, Gaguinho informou que muitas viagens foram feitas sem o conhecimento dele, pelos ex-assessores Ozeas dos Santos Filho e Renan Martins dos Santos, que teriam, inclusive falsificado as assinaturas do vereador. Os ex-assessores, em reunião com a Comissão de Ética, há duas semanas, apresentaram imagens, vídeos e áudios para consolidar a denúncia contra Gaguinho.

Ita também confirmou que o exame grafotécnico, para saber a veracidade das assinaturas do vereador Gaguinho, será feito. “Vamos esperar o resultado”, finalizou. O presidente da Câmara, Bruno Martins, autorizou a contratação e determinou que o Departamento de Compras da Câmara proceda a cotação de preços. (Supervisão: Luciana Lopez)

 

Saiba mais:

Gaguinho e ex-assessores são investigados por uso indevido do carro oficial e verba de refeição

Gaguinho presta depoimento para a Comissão de Ética e Decoro

 

Promotor solicita informações sobre Gaguinho e ex-assessores

Gaguinho exonera seus novos assessores

   










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.