Anterior

Inscrições oficinas culturais seguem até o dia 24

15/08/2018

Anterior

Próxima

Confira as atividades culturais gratuitas durante a semana

15/08/2018

Próxima
15/08/2018 - 12:26
Estudos recentes sobre acne mostram como surgem as cicatrizes e como prevenir e reduzir as marcas

Pesquisa canadense reforça a importância do uso de duas substâncias tópicas para prevenir e reduzir cicatrizes
 Foto: Imagem Ilustrativa 

Quem já sofreu com acne resistente – e demorou para buscar tratamento – sabe que as cicatrizes que ficam podem alterar seriamente o relevo da pele, tornando a textura não-homogênea. Um novo estudo francês, publicado em abril no respeitado British Journal of Dermatology, explica exatamente por que isso acontece: em lesões persistentes de acne após três semanas, as “B Cells” (conjunto de células ligadas à resposta imune contra inflamação) podem se infiltrar nas glândulas sebáceas e alterar suas estruturas, o que causa deformidades na pele. “Isso acontece por um mecanismo genético em pacientes com tendência à cicatrização. Dessa forma, a resposta imune à inflamação é praticamente a mesma após 48 horas em todos os pacientes, mas após três semanas, aqueles que tem tendência ao desenvolvimento de cicatrizes acabam ficando com marcas e alterações na textura da pele porque as células imunes continuam em atividade”, afirma a dermatologista Dra. Thais Pepe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

De acordo com a médica, em pessoas propensas a cicatrizes, a destruição das glândulas sebáceas ocorre por uma resposta inflamatória exacerbada que pode resultar na formação de cicatriz atrófica (uma das mais comuns, e com ela ocorre um afundamento e afinamento da pele). “A destruição de toda a unidade pilo-sebácea provoca uma perda de continuidade dérmica”, explica a médica.

Já o trabalho canadense Prevention and Reduction of Atrophic Acne Scars, publicado também em abril no American Journal of Clinical Dermatology, reforça a importância do tratamento tópico com peróxido de benzoíla e adapaleno, duas substâncias altamente indicadas por dermatologistas para secar a acne e evitar complicações. “Poucos ensaios clínicos investigaram o efeito do tratamento tópico em cicatrizes de acne atrófica. Este estudo foi altamente importante por mostrar que as duas substâncias são eficazes no tratamento de acne vulgar moderada a grave e também impedem a formação de cicatrizes”, diz a médica.

A dermatologista lembra que a cicatriz atrófica de acne se forma de forma contínua e pode ser permanente ou transitória. “Não existe melhor método de tratamento que a prevenção das marcas. É muito importante que, além de seguir corretamente o regime de cuidados prescrito pelo dermatologista, o paciente evite estourar as espinhas, pois isso causa marcas severas na pele”, diz a Dra. Thais.

Tratamento para cicatrizes – Após o tratamento da inflamação e da acne, e quando a cicatriz estiver evidente, principalmente no caso das mais profundas, um procedimento indicado para tratar essa alteração é o Eletroderme, com as microagulhas de ouro da radiofrequência, que penetram profundamente na pele, promovendo coagulação, aquecimento e reorganização das fibras de colágeno (danificadas pela acne). “As agulhas ultrapassam a epiderme, emitindo ondas eletromagnéticas apenas nas camadas mais profundas da pele, preservando a superfície. Isso faz com que o aquecimento chegue até a 70ºC, estimulando a produção de colágeno e refazendo as fibras rompidas”, explica a dermatologista. O tratamento também ajuda contra as manchas. Durante o procedimento, o paciente pode sentir leve aquecimento no local. Para que os resultados sejam satisfatórios, são necessárias, em média, três sessões com intervalos mensais. “O pós-procedimento tem recuperação rápida, bem como o retorno do paciente às atividades. Em 15 dias já é possível ver os primeiros resultados. Os finais aparecem após quatro meses”, comenta.



Fonte: Holding Comunicação










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.