Anterior

Seleção de Votorantim e Votoraty ficaram no caminho

28/01/2019

Anterior

Próxima

CANTINHO DA SAUDADE: UNIÃO ESPORTIVA DOS ESCRITURÁRIOS DA FÁBRICA DE TECIDOS VOTORANTIM – 1965

28/01/2019

Próxima
28/01/2019 - 13:07
Votorantim: o berço do futebol nacional
 Foto: Museu Histórico “Ettore Marangoni” - Secretaria de Cultura, Turismo e Lazer de Votorantim 

S. C. Savoia - Fundado em 01/01/1900. Da direita para a esquerda: Fazolim, Zeca, Savoião, João Ferr

Tudo começou em 1º de janeiro de 1900 e, desde então, a cidade de Votorantim segue como destaque no futebol nacional. Naquela data, era fundado o Sport Club Savoia, uma das primeiras equipes do Brasil nessa modalidade, já que sua fundação está comprovada e certificada no Primeiro Registro de Títulos e Documentos da Comarca de Sorocaba.

Hoje em dia, o município é referência no futebol por conta do maior torneio sub-15 do País, a Copa Votorantim, que já recebeu atletas como Neymar, Robinho, Denilson, Alex, Renato Augusto, Dudu, Gabigol, Vinícius Jr., entre outros. A competição será realizada entre os dias 17 e 27 de janeiro deste ano.

À época, de acordo com um texto do falecido historiador João dos Santos Júnior, os italianos e ingleses vieram para Votorantim a partir de 1891, no início da construção da fábrica de tecidos do Grupo União. Em 1894, já tinham formado um time de futebol para a sua recreação, que se chamava Votorantim Athletic Club, composto por engenheiros e técnicos ingleses.

Já no ano de 1898, os operários italianos começaram a realizar jogos contra os seu engenheiros e técnicos ingleses, sempre defendendo seu grito de guerra ao campo “Savoia”. “Assim, no dia 1º de janeiro de 1900, fundaram-se oficialmente os dois clubes, que já praticavam o esporte de forma recreativa desde 1894”, destacou João.

O então “football” tornava-se cada dia mais prestigiado e, em setembro de 1903, foi construído um estádio no bairro da Chave. No entanto, a partir de 1906, os ingleses já tinham retornado em sua maioria para São Paulo ou para Manchester na Inglaterra, fazendo com que o Savoia fosse o primeiro time da Vila de Votorantim.

 

Amistoso contra Palestra Itália

Ainda de acordo com os registros do acervo do historiador João dos Santos Júnior, o Palestra Itália, quando foi fundado, buscava um adversário de importância na colônia italiana para estrear nos gramados. Acabou disputando justamente contra o time de Votorantim. “Os jogadores do time da capital chegaram a Sorocaba de trem e embarcaram em uma nova viagem pela Estrada de Ferro Votorantim (EFV) até o local da partida”, explica o pesquisador Jesse James dos Santos, filho de João.

O Palestra Itália, então, fez seu primeiro jogo no bairro da Chave, em 24 de janeiro de 1915, vencendo o Savoia por 2 a 0.

Além disso, em 28 de setembro de 1924 foi oficialmente inaugurado o estádio do Savoia, sendo um dos pioneiros no futebol do Brasil, conforme destaca o texto de João. O jogo inaugural teve a presença de dois grandes clubes de São Paulo, já extintos: o Sport Club Germânia, para jogar com o time reserva do Savoia e o Clube Athlético Paulistano para disputar com o time titular da equipe votorantinense. “O Paulistano preparava-se para uma excursão à Europa. Seu quadro era composto de grandes atletas de São Paulo. O destaque maior era para Arthur Friedenreich craque da seleção brasileira, artilheiro maior do nosso futebol naquela década”, explicou.

 Na preliminar, o Savoia goleou o Germânia por 4 a 1. No jogo principal, Savoia e Paulistano empataram em 4 a 4. No time do Savoia estava Paulo Pereira Ignácio diretor da fábrica de tecidos e que era filho do Comendador Pereira Ignácio.

Em 1929, aconteceu uma enchente de grandes proporções que inundou praticamente todo o distrito de Votorantim. O Rio Sorocaba saiu do seu leito natural atingindo toda a várzea existente, principalmente o bairro da Chave e consequentemente, o estádio do Savoia. Toda a documentação existente do esporte da cidade, bem como arquivos pessoais de pessoas e atletas, foram danificadas e muitas delas pereceram, conforme destacou o historiador João.

No entanto, durante mais de 20 anos o Savoia foi considerado o “Esquadrão de Ferro”, sendo quase imbatível nesse seu novo estádio, que tinha medidas oficiais inglesas. Em cima do estádio ficava a tribuna. Os vestiários para as equipes eram separados. O campo era todo cercado de madeira, dividindo as arquibancadas com o gramado do campo de jogo.

 

Mudança de nome

Em 22 de agosto de 1942, o Brasil declarou guerra às potências do eixo e, por ordem governamental, o Ministério da Guerra determinou que todos os clubes brasileiros que tivessem nomes que lembrassem japoneses, alemães e italianos mudassem o nome de suas agremiações. Desse modo, o Savoia passou a se chamar Clube Atlético Votorantim, mudando o seu tradicional uniforme azul e branco para a cor grená. Nesse mesmo período, outras equipes de futebol alteraram seus nomes, como o Palestra Itália que virou S. E. Palmeiras e o Palestra Itália de Minas Gerais que virou o E. C. Cruzeiro, assim como outros.

Votorantim, no entanto, sempre manteve a tradição nessa modalidade, principalmente nos dias de hoje, já que recebe equipes de todas as regiões do Brasil para a Copa Votorantim, onde jogam as jovens promessas do País. Desse modo, o torneio acaba sendo, na verdade, uma justa homenagem à história daqueles que fundaram o Savoia e cidade continua sendo o berço do futebol.

Publicado na edição 301 da Gazeta de Votorantim de 26 de janeiro de 2019 a 01 de fevereiro de 2019, página 16.










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.