Anterior

Fluminense conquista o título de campeão do Master de Futebol

16/09/2019

Anterior

Próxima

Grupo Plena Juventude comemora 20 anos

16/09/2019

Próxima
16/09/2019 - 08:26
A cidade que perde de ''braçadas''

 

Kaká Martins


A natação é uma das modalidades esportivas mais praticadas em todos os tempos. O homem e a água já têm uma relação natural desde a antiguidade, e um dos motivos de tantas doenças respiratórias, sedentarismo e pressão arterial do "homem dos novos tempos", é a falta das "braçadas" na água.

Em outubro, exatamente no dia 20m será realizado um evento denominado "3° Festival da Natação" na represa de Itupararanga.

Marcos Salvador, é o idealizador, atleta e professor de educação física, com uma história de superação incrível. Grande vencedor de várias etapas do circuito de maratonas aquáticas, natação em águas abertas, em categorias master e até principal, o votorantinense não se cansa de tentar alertar o poder público, a sociedade e as pessoas, de que a natação transforma vidas, traz benefícios em todos os sentidos para o corpo e mente. Marcos é aquele cidadão que "corre" praticamente sozinho em busca de apoios, recursos, patrocínios e estrutura para eventos que no final não irão trazer lucros para a manutenção da sua vida e família. Ele não depende disso. Apenas quer oferecer seus conhecimentos e experiência, acreditando ser possível, um dia, fazer o poder público acreditar que implantando os programas de natação populares aliados com educação física e torneios internos, fará da cidade um exemplo de boa administração, preocupada realmente com o bem-estar e saúde dos seus cidadãos.

A cidade não tem piscinas públicas e tão pouco se preocupou em debater o assunto, seja na Câmara ou na Secretaria de Desporto. Não vi nenhum prefeito sequer comentar o assunto, que deveria ser considerado uma prioridade esportiva. Eles preferem promover o futebol que rende mais mídia e votos.

Hidroginástica para a melhor idade ou como forma de se praticar exercícios? Não existe, a não ser pagando.

Natação não requer muito custo, e ainda que houvesse, o custo benefício seria altíssimo e muito vantajoso para a sociedade. Cidades com menos habitantes e recursos possuem suas piscinas públicas e programas de hidroginástica gratuitos, mediante apresentação de atestado de saúde (oferecido pelo SUS). Indaiatuba possui 100 mil habitantes a mais que Votorantim, mas eles desfrutam de 8 piscinas públicas, e nós não temos nenhuma!

Angatuba tem 25 mil habitantes (1/5) de Votorantim, e possui uma piscina pública semiolímpica. Isso é uma vergonha!

O exemplo do sucesso da natação está nos jogos olímpicos e recentemente na Maratona Aquática com a brasileira Ana Marcela, campeã mundial da modalidade e maior recordista de medalhas do mundo.

Nas olimpíadas, o esporte tem uma das maiores audiências, e distribui o maior número de medalhas em várias categorias.

A cidade deveria repensar seu orçamento para o desporto e apostar naquilo que é referência e sucesso mundial.  Acreditar no óbvio. Na prática que oferece disciplina, bons cidadãos e saúde. Porque saúde é o que interessa, e não as próximas eleições.

Marcos Salvador, como tantos outros exemplos de superação espalhados pela cidade, deveriam ter mais respeito e atenção da sociedade.

A política "cega" cercada de interesses pessoais impede esse "olhar" mais clínico e sensato das boas propostas.


Coluna publicada na página 13 da edição nº334, do jornal Gazeta de Votorantim, de 14 a 20 de setembro de 2019.

 










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.