Anterior

Taça para Menores continua com mais jogos hoje

12/11/2019

Anterior

Próxima

Bailes eram os grandes acontecimentos sociais

00/00/0000

Próxima
12/11/2019 - 12:52
Esporte precisa estar nas pautas dos governos


Quando o governo federal, por meio do presidente Jair Bolsonaro, anunciou que o Ministério do Esporte se tornaria uma secretaria subordinada ao Ministério da Cidadania, já imaginávamos que os rumos e investimentos do esporte fossem "varridos" de vez das pretensões deste governo, mesmo porque durante a campanha, ou no discurso da vitória, a palavra "Esporte", sequer fora mencionada.
Até entendo que qualquer político em meio a uma crise econômica escancarada, dentro de um país sem recursos, não iria se desgastar tratando o esporte como prioridade. O que não podemos admitir é a anulação e exclusão do tema, de suma importância para o sucesso e êxito de qualquer nação. 
Estamos próximos de completar um ano de governo, e as notícias ou projetos são mornos, angustiantes e longe de criar qualquer expectativa no sentido de fazer o país caminhar para uma vida mais saudável, com mais segurança, educação, cidadania e qualidade de vida.
O esporte e sua prática agrega todos esses benefícios, seja na competição de alto nível, seja no projeto de esporte da melhor idade, ou naqueles projetos sociais de parceria público privada, que na maioria das vezes alcança números interessantes em favor dos menos favorecidos.
O que a Cidadania fez pelo esporte? 
- Criou recentemente um programa "Criança Feliz" que deverá atender perto de 40 mil crianças carentes em todo o Brasil, mas no programa não há explicações de como essas crianças serão selecionadas, quais seus critérios e atividades. 
- O Bolsa Atleta que chegou a ser ameaçado de corte, ganhou apoio e aumento de recursos aprovado pelo Congresso no mês passado, e deverá atender em 2020 perto de 6.000 atletas, porém, isso não é novidade e sim, uma continuidade de um programa que vem fazendo a diferença, e não faria sentido o governo "excluir" só porque o programa leva o nome de "bolsa".
Atenção Votorantim!
O governo lançou o Programa de estratégia Brasil amigo da pessoa idosa, e deverá capacitar profissionais interessados em trabalhar com idosos em atividades físicas, visando estimular a prática esportiva nos municípios. Kits serão enviados aos municípios.
Passados um ano de governo federal, e praticamente ZERO de novidades para o esporte, o que não deixa ser "novidade".
No âmbito municipal, dá pra dizer que no mínimo vários projetos estão em andamento, e que pelo pouco recurso que tem, as coisas vão caminhando.
O administrador que tiver "veia" esportiva e enxergar no esporte o instrumento da mudança, esse sim, será respeitado e lembrado como aquele que de alguma forma deixou algum legado para o seu povo, e aquele que por acaso "esquecer" de valorizar o desporto, e sequer mencionar o assunto em sua campanha... é porque este agente político não estará se lembrando de você.


Reportagem  publicada na página 12, da edição nº 342, da Gazeta de Votorantim, de 09 a 14 de novembro de 2019.









Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.