Anterior

Com emendas, alteração no Plano Diretor é aprovada em meio a ausência de cinco vereadores em Votorantim

09/12/2019

Anterior

Próxima

Há 72 anos Votorantim ganhava seu primeiro veículo de comunicação

09/12/2019

Próxima
09/12/2019 - 13:26
Deputado Danilo Balas entrega Relatório Final da CPI da FURP aos chefes do TCE e MP
 Foto: Divulgação 

Na tarde do dia 3 deste mês, o Deputado Estadual Agente Federal Danilo Balas (PSL), que foi escolhido como Vice-Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) a qual investigou irregularidades na Fundação para o Remédio Popular (FURP), esteve reunido com o Presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de São Paulo, Antonio Roque Citadini, para entregar a cópia do Relatório Final da CPI. Na ocasião, ele estava acompanhado dos Deputados Edmir Chedid, que foi Presidente da Comissão, e Thiago Auricchio. Já no dia 4, eles também estiveram reunidos com o Procurador-Geral de Justiça, Gianpaolo Smanio, chefe do Ministério Público do Estado, para, também, entregar cópia do Relatório Final. Nessa última ocasião, a Deputada Beth Sahão também esteve presente.

O Relatório é o resultado das inúmeras reuniões, depoimentos colhidos, investigações e visitas aos prédios da fábrica, que foram realizadas durante os trabalhos da CPI, criada exclusivamente para investigar graves denúncias sobre casos de corrupção no contrato para construção da fábrica de medicamentos em Américo Brasiliense, e para averiguar a reprovação de contas da entidade pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) de São Paulo.

A FURP é responsável pela distribuição dos medicamentos do Programa Dose Certa da Secretaria Estadual da Saúde. Segundo justificativas para criação da CPI, existem denúncias de corrupção que fundamentam tal pedido. Um dos casos mais graves envolve delação premiada feita em 2018 ao Ministério Público de São Paulo por executivos da empresa Camargo Corrêa sobre repasse de propina a funcionários da FURP para que a fundação desistisse de uma disputa judicial e aprovasse o reequilíbrio econômico-financeiro do contrato com o consórcio que construiu a fábrica de medicamentos na cidade de Américo Brasiliense, interior de São Paulo.

Na última reunião da CPI, que aconteceu dia 6 de maio, para apresentação do Relatório Final, onde foi aprovado o voto em separado e acatado pela maioria dos deputados da Comissão, foram apresentados indícios de crimes que ocorreram na gestão da Fundação depois da concretização do contrato de Parceria Público-Privada (PPP). O Relatório elucida e demonstrou onde estão os prejuízos da FURP e indica eventuais autores dos fatos criminosos. Os parlamentares também estabelece um caminho para o governo estadual adotar em relação à entidade.

Para os parlamentares, a próxima etapa é entregar o Relatório à Polícia Federal. O Deputado Danilo Balas afirmou que os órgãos competentes farão as investigações para que os responsáveis sejam severamente punidos.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.