Anterior

Eleições 2020 – Espaço Democrático - Pr. Dr. Luiz Carlos - Os prestadores de serviços em tempo de pandemia

03/08/2020

Anterior

Próxima

Eleições 2020 - Espaço Democrático - Rodrigo Chizolini - O futuro da mobilidade urbana de Votorantim

03/08/2020

Próxima
03/08/2020 - 01:13
Eleições 2020 - Espaço Democrátivo - Marcão Papeleiro - Votorantim pode ser decisiva no futuro da RMS

.

.

No artigo da semana passada comentei que nossa cidade tem muitos potenciais; e um deles é a qualidade dos nossos pequenos e microempreendedores. O que falta é estímulo, orientação, união dessas iniciativas a partir de ações da administração pública, além de divulgação dos nossos produtos e serviços para os votorantinenses e para a toda a região.

Feito esse resumo, passo para o tema desta semana: Região Metropolitana.

Faz seis anos que existe, por lei estadual, a Região Metropolitana de Sorocaba (RMS). Votorantim é um município importante desse conglomerado de 27 cidades que, juntas, reúnem mais de dois milhões de habitantes.

A proposta de RMS foi elaborada pelo meu amigo Hamilton Pereira, ex-deputado estadual pelo PT de Sorocaba.

Um dos objetivos da Região Metropolitana é aproveitar a vocação e o perfil econômico de cada município (indústria, comércio, agricultura, turismo etc) para fomentar intercâmbios de produtos e serviços, de forma a gerar oportunidades e empregos dentro de cada cidade.

Outra possibilidade da RMS é somarmos forças para recebermos mais atenção dos governos estadual e federal.

Além disso, a Constituição de 1988 prevê que municípios que integram uma região metropolitana promovam associações, convênios e consórcios entre eles em diversas áreas, como destinação do lixo, transporte, telefonia, saneamento, recursos naturais, fornecimento de energia, entre outros.

Tudo isso sem que nenhum município perca sua autonomia e sua identidade.

Sendo assim, por que até hoje os habitantes da região, incluindo Votorantim, ainda não sentiram os benefícios desse arranjo administrativo previsto em lei desde maio de 2014?

Infelizmente, porque ainda não houve comprometimento dos governantes locais. Por vaidade, por falta de vontade, por falta de planejamento ou falta de visão de futuro dos administradores, pouco usufruímos da metropolização. E isso precisa e pode mudar.

A RMS é apenas mais um caminho que enxergo para gerar emprego e renda e melhorar a qualidade de vida em Votorantim. Voltaremos ao assunto em breve, com certeza.

Convido todos(as) a me seguirem no Facebook e no Instagram: @marcaopapeleiro

Abraço fraterno do Marcão

Coluna publicada na página 11, da edição nº 375, da Gazeta de Votorantim, de 01 a 07 de agosto de 2020. 









Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.