Próxima

Material de asfalto é furtado de prestadora de serviço ao BRT Sorocaba

18/09/2020

Próxima
18/09/2020 - 22:24
Jovem do CASA Ipê ganha I Torneio Online de Xadrez da Fundação CASA

Final estadual aconteceu hoje (18) e envolveu 32 adolescentes internados em 28 centros socioeducativos de 18 cidades; nas regionais, participaram 858 jovens
 Foto: Divulgação 

.

.

Sem perder nenhuma das seis partidas que disputou, o adolescente Hugo (nome fictício), de 16 anos, que cumpre medida socioeducativa de internação no CASA Ipê, no Complexo Raposo Tavares, em São Paulo, é o campeão do I Torneio Estadual Online de Xadrez da Fundação CASA. Por causa da pandemia da Covid-19 e do isolamento social, pela primeira vez o Torneio presencial, que já teve 15 edições, ocorreu virtualmente, dando continuidade à agenda pedagógica anual dos adolescentes em internação. 

 

A final, que envolveu 32 adolescentes internados em 28 centros socioeducativos de 18 cidades do Estado, aconteceu nesta sexta-feira (18) de forma virtual, utilizando computadores com acesso à internet instalados nos próprios centros socioeducativos conectados à plataforma Chess.com. Ao todo, nas etapas regionais, realizadas entre os meses de agosto e setembro nas oito divisões regionais da Fundação CASA, 858 adolescentes de 84 centros socioeducativos participaram.  

 

De acordo com dados da Gerência de Educação Física e Esportes (Gefesp) da Fundação CASA, só em agosto deste ano, 1.785 jovens praticaram a modalidade de xadrez nos centros socioeducativos. A Gefesp é responsável por organizar a etapa estadual do Torneio. 

 

Em segundo lugar ficou um adolescente internado no CASA Araçá, em Araçatuba; em terceiro, um jovem do CASA Tamoios, em São José dos Campos; em quarto, um adolescente do CASA Sorocaba I, em Sorocaba; e, em quinto, um jovem do CASA Rio Dourado, em Lins. Todos os adolescentes receberão medalhas e o centro socioeducativo vencedor levará o troféu. 

 

“Estou muito feliz. Foi difícil, tive de pensar muito nos jogos e estratégias”, conta o vencedor. Hugo aprendeu a jogar xadrez aos 11 anos, no projeto de uma organização social da região onde a família mora, em uma comunidade da Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo.  

 

O esporte parece estar no sangue: antes de cometer ato infracional, o rapaz treinava futebol (seu sonho é tornar-se jogador profissional); e seu irmão jogou a final da edição 2019 da Taça das Favelas, campeonato de futebol com talentos das comunidades promovido pela Central Única das Favelas (CUFA). 

 

Entenda as etapas 

Os 32 adolescentes chegaram à final depois de vencerem a etapa de cada uma das oito divisões regionais da instituição. Cada administração localizada teve quatro representantes. 

 

Os jovens que disputaram a final hoje estão internados nos municípios de São Paulo (8), Franco da Rocha (2), Santo André (2), Itaquaquecetuba (1), Praia Grande (1), São Vicente (1), Mogi Mirim (2), São José dos Campos (2), Lorena (1), Cerqueira César (2), Sorocaba (1), Botucatu (1), Lins (1), Araçatuba (2), Irapuru (1), Sertãozinho (1), Franca (2) e São Carlos (1). 

 

O Torneio Online de Xadrez utilizou o sistema suíço, que prevê uma quantidade de partidas pré-estabelecida conforme com o número de participantes. Cada partida teve duração máxima de 20 minutos pela plataforma Chess.com.





Fonte: Assessoria de Imprensa Governo do Estado de São Paulo










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.