Anterior

Leia a edição completa nº 387, de 24 a 29 de outubro de 2020

25/10/2020

Anterior

Próxima

Candidatos a prefeito falam sobre os planos para o emprego e desenvolvimento econômico

26/10/2020

Próxima
26/10/2020 - 00:30
Coluna Cerca-Lourenço, edição 387, de 24 de outubro

.

.

Vereador Ita testou positivo 

Como noticiou a Gazeta de Votorantim na última quarta-feira (21), em seu portal, o vereador Adeilton Tiago dos Santos, o Ita (Cidadania) e sua assessora testaram positivo para Covid-19.

Com os dois casos confirmados, e por se tratar de ambiente de trabalho, a Vigilância Sanitária, no dia seguinte (22), fez uma força-tarefa e mais de cinquenta funcionários da Casa de Leis passaram pelo teste-rápido, que detecta a infecção a partir do 8º dia, e, destes, quatro mostraram também estar contaminados.


Cadê o Lilo?

Nada de curioso, pois cada um fez a sua parte: Vigilância Sanitária, funcionários e vereadores que ali estavam no momento dos testes. O que chamou atenção foi a ausência do presidente Alison Andrei Pereira de Camargo, o Pastor Lilo (DEM), juntamente com os servidores que estão ligados diretamente a ele (assessores e estagiários).

A imprensa local e da região voltou as atenções à Câmara Municipal de Votorantim em virtude de uma porcentagem considerável dos que ali trabalham estarem infectados. Assim, se passou a querer saber quais seriam as determinações que a Câmara iria adotar a partir de então, porém, até o final da tarde, ninguém sabia do paradeiro do presidente da Casa.


Ninguém sabe, ninguém viu

E as perguntas mais feitas passaram a ser, obviamente: “Onde está o Lilo?”. Foi uma quinta-feira de buscas pelo paradeiro do presidente e de seus assessores, mas ninguém sabia, ninguém viu.

Qual é o motivo desse sumiço em um dia no qual se comprova que a Covid-19 não só está presente na Casa de Leis votorantinense, como seis pessoas, mais de 10% dos examinados, estão infectados.


Impediu que fizessem o teste para ter todos na segunda?

Segundo informações de servidores da Câmara, por ordem do Presidente Lilo, os estagiários e funcionários de seu gabinete “saíram de banda” quando a Vigilância Sanitária chegou na Câmara para realizar os testes, por volta das 10h20, ou seja, antes do término do expediente, que se encerra às 12 horas. Segundo a análise de um vereador, tal ordem do presidente seria para que sua reunião política de campanha marcada para segunda-feira não fosse prejudicada caso alguém de sua equipe estivesse com a contaminação confirmada por Covid-19, ou seja, a Câmara ficará fechada por 14 dias, mas as reuniões políticas de campanha não serão suspensas.


Pelo menos o público é consciente

Com a repercussão na imprensa de que a Câmara de Votorantim tem cerca de 10% dos seus funcionários e colaboradores contaminados pela Covid-19, apoiadores de Lilo estão receosos de irem com suas famílias na reunião, uma vez que justamente ele, Lilo, e seus assessores não estiveram na Câmara na quinta-feira (22) pela manhã para serem submetidos ao teste e não divulgaram oficialmente que realizaram o teste nesta sexta-feira (23).


Zelão fala pelo presidente

Com o sumiço do presidente no período da manhã de quinta, coube ao vice-presidente da Câmara, vereador Zelão (PT), se pronunciar sobre o fato da Câmara estar com cinco servidores e um vereador contaminados. Em nota à imprensa, Zelão não poupou o presidente Lilo sobre sua ausência na casa na quinta pela manhã. Segue trecho da nota da assessoria de comunicação da Câmara de Votorantim: “Hoje, foi realizado o teste em todos os colaboradores que ficaram à disposição e destes, tivemos 4 casos confirmados [além do vereador e sua assessora]. Então, agora, vamos passar para o presidente, que não esteve presente aqui na parte da manhã, todo o relatório e aguardar para ver o que os demais membros da mesa irão decidir. Ou seja, vamos aguardar e verificar se eles decidem fechar ou não Casa, uma vez que o vírus está transitando por aqui”, explicou Zelão.


Apareceu no final da tarde

O presidente da Casa de Leis, Pastor Lilo, reapareceu no final da tarde. Mesmo sem ele e seus assessores tendo feito o exame, a aparição do Pastor vereador foi para acalmar estagiários e correligionários que foram convidados a participar de reunião política que acontece nesta segunda-feira, dia 26, no salão de festas Shelton.


Convite lembra sobre o uso de máscaras 

“Gostaria de contar com a sua presença, dos familiares e amigos! Salão Shelton Hall. Dia 26 de outubro, às 19h. Av. Octávio Augusto Rangel, 1.079, Rio Acima. Vamos juntos mostrarmos nossa força. Obrigatório uso de máscara. Deus abençoe.”


Teste-rápido só vale a partir do sétimo dia de contágio

O teste realizado nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e que foi feito com os colaboradores da Câmara chama-se SARSCoV-2 An_bodytest (WondfoBiotech Co.) e detecta a presença do vírus a partir do sétimo dia de contágio através de uma mostra de sangue. Ou seja, quem foi contaminado há menos de 7 dias não recebeu o diagnóstico da doença e, mesmo assintomático, pode contaminar outras pessoas. 


Andanças dos candidatos a prefeitos

Fernando Oliveira Souza (DEM)

Fernando Oliveira Souza tem encarado cada munícipe e fazendo exatamente da mesma forma que fez sua campanha em 2016: um assessor vai na frente, bate palma, e quando o morador sai, o assessor pede para que espere o candidato Fernando Oliveira chegar ao seu portão. Se o morador tem críticas ou reivindicações, Fernando não foge do diálogo e tenta reverter a opinião e a posição do morador.

Fernando está sempre acompanhado de militantes de seu partido e de jovens contratados para empunhar bandeiras e distribuir de material impresso.


Marcão Papeleiro (PT) 

A andança do candidato Marcão Papeleiro tem como destaque sua vice, Lucélia Ferrari. Por ser candidata a um pleito pela primeira vez, é ela que bate em porta em porta e apresenta o candidato a prefeito Marcão Papeleiro. O fôlego dos petistas tem sido de dois bairros ao dia e reuniões à noite, com menos pessoas pagas para estarem nas caminhadas e com uma militância espontânea. A energia de um PT votorantinense que estava há alguns anos adormecida parece ter reacendido com força total.


Pivetta agora 100% na campanha

A prova disso é o envolvimento direto desde a última semana do ex-prefeito Carlos Augusto Pivetta. Nos próximos dias se dedicará campanha de Marcão Papeleiro de forma integral, deixando os compromissos de seu escritório de advocacia para sua esposa e seu filho, que também são advogados.

Empenhado, o ex-prefeito começou gravando depoimento para os programas de rádio do horário eleitoral e vídeos para redes sociais.


Luiz Carlos (PSL)

O candidato Luiz Carlos mostrou em sua carreata que o PSL também está nesta disputa e não é apenas para fazer volume e sim para disputar os votos de igual para igual com os demais candidatos.

A carreata que ele realizou no último sábado (17) reuniu um número expressivo de carros e este volume chamou muito a atenção e criou preocupação dos adversários. Luiz Carlos também mostrou prestígio, ao ficar ao lado do presidente Bolsonaro na última quarta-feira (21), em Campinas.


Silvano Donizetti Mendes (PTB)

Sem ostentação e com um grupo que está ao seu lado há alguns anos, Silvano tem feito sua caminhada e mostrando que não precisa de muito oba-oba para se apresentar ou mesmo pedir voto. Ele tem deixado claro que é simples e sua campanha também é simples. Na última quarta-feira (21), em sua caminhada se deparou com um munícipe assentando tijolos e erguendo um muro, Silvano pediu licença pegou a colher de pedreiro e ele mesmo assentou uma fiada de tijolo, provando que é possível fazer quando se quer fazer.


Fabíola Alves (PSDB)

A caminhada do PSDB é outra que tem mostrado que são os fiéis erinaldistas que estão à frente da campanha, seja distribuindo materiais gráficos ou balançando bandeiras. Com uma agenda também diária pelos bairros, Fabíola diz estar se apresentando com ela sendo a política e não como a Fabíola filha do Erinaldo, mesmo sendo algo impossível de desvencilhar. 


Rodrigo Chizolini (PSOL)

As caminhadas de Rodrigo Chizolini e seu vice, Mário Nieri, tem privilegiado espaços onde existe um fluxo maior de pessoas, como a avenida 31 de março, e as proximidades do terminal de ônibus e feiras livres. Outra marca registrada, é a militância do PSOL, que está sempre ao lado do candidato.


Arquivado pela Justiça Eleitoral

A juíza eleitoral Graziela Gomes dos Santos Biazzim arquivou a representação criminal de ameaça e injúria na propaganda eleitoral apresentada por uma candidata a vereadora do PSL contra um candidato a vereador do Progressistas. O imbróglio teve início com uma discussão nas redes sociais e é apurado pela Polícia Civil.

 

 

Coluna publicada na página 2, da edição nº 387 da Gazeta de Votorantim, de 24 a 31 de outubro de 2020










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.