Anterior

Carro capota após pane mecânica no Jardim Archila

28/10/2020

Anterior

Próxima

Trio é assaltado no Rio Acima

29/10/2020

Próxima
28/10/2020 - 09:02
Contador de histórias Zé Bocca participa de mostra internacional online

 

.

.

O contador de histórias votorantinense Zé Bocca, participa neste sábado (31), da 2ª edição, online, do projeto Reconto cada qual no seu Recanto, uma Mostra internacional de contadores de histórias.

A segunda edição do projeto “Reconto” terá o dia das bruxas como inspiração. Um novo grupo de narradores contará histórias de feiticeiras, cucas, sacis e outros bichos do folclore mundial.

O evento conta com a apresentação e curadoria de José Mauro Brant e Benita Prieto, e além de Zé Bocca, se apresentarão Rosana MontAlvern (MG), Tâmara Bezerra (CE) e Pavís Pavós, da Galícia, na Espanha.

Os ingressos de acesso a sala virtual do aplicativo Zoom custam R$ 20,00 e podem ser adquiridos pelo site bit.ly/2Jkf2RL e as apresentações podem ser conferidas neste sábado (31), das 15h às 18h. Informações e descontos para professores, grupos e alunos da rede pública pelo e-mail:

recontocadaqualnoseurecanto

@gmail.com

 

Sobre o evento 

Os participantes são atores, escritores, músicos, educadores que fazem das histórias profissão e vivem do conto. Se aglomeram em teatros, escolas, hospitais e bibliotecas, levando imaginação, divertimento, cultura popular e incentivo à leitura para queira ouvi-los em todos os espaços possíveis. Agora, desde a Pandemia que paralisou o setor cultural, os contadores de histórias também buscam se reinventar e encontraram na internet o seu refúgio. Com a intenção, de fazer a roda da economia criativa girar, e promover encontros antes impossíveis presencialmente, apresentamos o projeto: “Reconto – Cada qual no seu recanto”, uma mostra internacional de contadores de histórias, de todos os cantos, 100% on-line e ao vivo. Serão rodas de histórias temáticas sempre com três convidados nacionais de estados diferentes e um convidado internacional, e, como diz o título, “cada qual no seu recanto”. A idealização e direção artística é de José Mauro Brant, premiado ator, autor teatral, com quase 30 anos dedicados ao oficio de narrar histórias, e divide a curadoria com Benita Prieto, experiente contadora de histórias e produtora de eventos na área da leitura e literatura que hoje tem seu recanto em Alhandra – PT. 

Tudo apresentado e costurado por José Mauro Brant e Benita Prieto que também entram na roda trazendo histórias dos seus repertórios. Serão 3 horas de transmissão começando às 15.00h até às 18.00h. Cada convidado contará três histórias, tudo intercalado de canções, parlendas e poemas. Para crianças de todas as idades! Ao final, os convidados batem um papo respondendo perguntas do público. 

 

Os convidados da segunda edição:

 

PAVÍS  PAVÓS, contadores de histórias.

Pavís Pavós foi fundada como contadores de histórias para crianças em 1996 em Pontevedra. Trabalha principalmente na Galicia focando o seu trabalho na recuperação da oralidade e na forma tradicional de contar histórias. Também investigamos para recuperar as formas originais de contos clássicos que muitas vezes foram modificados. Para além dos contos tradicionais, Pavís Pavós inclui também nas suas mostras histórias de nova criação e com formatos contemporâneos.

Pavís Pavós trabalha em colaboração com municípios, instituições, associações sem fins lucrativos e outros tipos de entidades: Participou na coordenação de workshops de animação de leitura promovidos pela Câmara Municipal de Pontevedra e pela ASPG (Asociación socio-pedagóxica galega) no âmbito do Salao Internacional do Livro Infantil e Juvenil, bem como na organização do mesmo desde o seu início. Desde 1999 coordena o projeto de animação de leitura "A hora do conto", atividade promovida pela Câmara Municipal de Pontevedra que se realiza semanalmente e dirigida a crianças dos 4 aos 12 anos.

Organiza o Festival SETE FALARES, encontro Internacional de Contadores de Histórias de Pontevedra desde a sua primeira edição em 2012.

Tem realizado sessões de histórias em escolas para todos os níveis de ensino, em bibliotecas, casas de cultura, casas paroquiais e feiras do livro em toda a Galiza. Colabora com a “Xuntos” Associação de Sindrome de Down, Asilo de Pontevedra, Amarante, A fábrica do sul (comércio justo), ONG Proyecto Mundo, Assembleia de Mulheres no lugar social Reviravolta, Nunca Mais, Assembleia Reintegracionista Ene Agá, A Mesa Pela Normalização Linguística, Fundação do Secretariado Cigano, Fundação Manaia e Plataforma Intercultural de Pontevedra. Colaborou em diversas ocasiões com a Orquestra Filarmónica do Conservatório de Música de Pontevedra e a Banda Musical de Pontevedra. Ministrou em bibliotecas e escolas, oficinas de animação de leitura dirigidas a mães e pais e em geral interessados ??na temática.

Desde 2012 abriu um novo campo de pesquisa com tradição oral e histórias para bebês. Atualmente contam histórias para bebês, meninos e meninas e para o público familiar. Em Janeiro de 2006, o seu trabalho para a língua galega foi reconhecido na primeira edição dos Prémios Xoán Manuel Pintos.

 

Rosana Mont Alverne

Rosana é mineira de Três Corações (sul de Minas), radicada em BH desde os três anos de idade.  Bacharela em Direito pela UFMG e Mestre em Educação pela UFMG, Rosana é Contadora de Histórias profissional desde 1995, é criadora e coordenadora dos projetos Conto Sete em Ponto – espetáculos mensais de narração de histórias (desde 1998); Feira de Histórias – espetáculos semanais de narração de histórias em praças públicas (desde 2007) e Encantadores de Histórias – oficinas literárias em presídios (desde 2004).

Sócia-fundadora do Instituto Cultural Aletria (2005), que é editora especializada em literatura infantil e juvenil; escola de formação de contadores de histórias e produtora de eventos literários. Professora dos cursos de formação de narradores e mediadores de leitura, além de Editora-chefe da Aletria, que tem vários livros premiados em seu catálogo, distribuição em todo Brasil e obras selecionadas em programas do governo federal, governos estaduais e diversas prefeituras no país.

É autora dos livros infantis e diretora da LIBRE – Liga Brasileira de Editoras desde 2018, tendo sido reeleita para o biênio 2020/2021. Foi Presidente da Câmara Mineira do Livro por 2 mandatos (2014 a 2018). É Coordenadora-Geral do PLLLB MG – Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas de Minas Gerais, como representante da sociedade civil, eleita em ABR.2016. Foi Conselheira Titular do CONSEC – Conselho Estadual de Política Cultural de Minas Gerais, eleita como representante do segmento Livro, Leitura e Literatura para o biênio JAN.2017 a DEZ.2018.

É membro da Arcádia Academia de Letras com assento na cadeira nº 11 cujo patrono é o escritor João Guimarães Rosa.  É Cidadã Honorária do Município de Belo Horizonte – MG.



Tâmara Bezerra – Fortaleza – CE

Educadora e Artista, tem a palavra como principal matéria de seu ofício; é também Mãe, Contadora, Escutadora e Inventora de Histórias. Mestre em Educação Intercultural pela Universidade de Lisboa, é também especialista em Arte-Educação e Psicopedagogia. Há mais 25 anos dedica-se à narração oral de histórias, traçando sua trajetória e repertório sob forte influência da poética do sertão brasileiro. Professora do ensino superior, também atua como consultora educacional, formadora de educadores e de narradores orais. É membro do grupo de estudos, pesquisas e partilhas com narrativas: Costureiras de Histórias e da Rede de Contadores de Histórias do Ceará, no Brasil; e associada da Ações & Conexões Associação Cultural, em Portugal. Entre suas obras publicadas estão títulos de literatura para crianças e jovens, além de textos teóricos sobre narração oral de histórias e mediação de leitura literária.

 

José Bocca – Votorantim - SP

Além de contador de histórias e, agora, escritor, ele também é ator. Em 2007, foi vencedor do Festival de Humor de Sorocaba, na categoria Causos e Mentiras. E, de 2002 a 2012, coordenou e apresentou o projeto Violas, Causos e Crendices, em sua cidade Natal.

 

José Mauro Brant – Rio de Janeiro – RJ

Ator, cantor, autor e diretor de teatral com mais de 80 espetáculos no currículo, José Mauro Brant se define com uma só expressão: “Sou um contador de Histórias”. Atuando no teatro profissional desde 1988, José Mauro trabalhou como ator com diretores como: Gerald Thomas, Ítalo Rossi, Werner Herzog, Aderbal Freire Filho, Naum Alves de Souza. Desde 1989 trabalha ininterruptamente em criações dedicadas à infância e juventude. Participou de montagens com importantes companhias como Cia de Teatro Medieval, Cia Pequod de Teatro de Animação entre outras. Trabalhou com importantes realizadoras como Karen Acioly, Cacá Mourthé. Foi 1993, junto ao PROLER (Programa de Leitura da Biblioteca Nacional) que Brant, começou a sua formação na linguagem dos contadores de histórias em ambientes de promoção de leitura. Em 1996 estreou seu primeiro espetáculo contando e cantando histórias: “Contos, Cantos e Acalantos” e, desde então, Brant se tornou referência e segue se apresentando em teatros, escolas, hospitais - em todo o Brasil e no exterior. Já publicou 4 livros e diversos artigos em livros de referência.  Brant integrou programas ligados ao livro e a leitura como o PRO-LER (Biblioteca Nacional), Acelera Brasil (Fundação Ayrton Senna), Leia Brasil (Petrobrás); e participou de eventos por todo o país e em países como Espanha, EUA, Portugal, Colômbia e Cabo Verde. Participou, contando histórias, do programa televisivo: ABZ Ziraldo, comandado pelo famoso escritor na TV Brasil. Seu primeiro livro pela ed. Rocco foi selecionado pelo PNBE e distribuído para escolas públicas de todo o país. Hoje, Brant concilia seus espetáculos de narração com a criação e direção de espetáculos musicais: “Era uma vez... Grimm” e “O Pequeno Zacarias – uma ópera irresponsável”, parcerias com o maestro Tim Rescala, ganharam, ambos, prêmio APTR de melhor música. Em 2018, “Makuru um Musical de Ninar”, também lançado em CD em todas as plataformas digitais, ganhou 15 prêmios e 30 indicações nas principais premiações do teatro carioca, incluindo melhor texto e melhor espetáculo infantojuvenil.

 

Benita Prieto – Alhandra – PT

Nascida no Rio de Janeiro, filha de galegos, é curadora, consultora, produtora e mediadora de projetos de leitura. Escritora e Contadora de Histórias do Grupo Morandubetá. Criou o Simpósio Internacional de Contadores de Histórias do Rio de Janeiro.

Estudou Engenharia Eletrônica, Teatro e fez especializações em Literatura Infantil e Juvenil e em Leitura: Teoria e Práticas. Desde 2012 pesquisa e ministra cursos sobre promoção de Leitura e Literatura Digital. É Coordenadora da Red Internacional de Cuentacuentos. Integra a Ações & Conexões Associação Cultural de Portugal.

Atualmente reside em Portugal onde tem participado em ações de promoção de leitura e narração de histórias no Caminhos de Leitura, Palavras Andarilhas, Folio, Rio de Contos, Rede de Bibliotecas Escolares e diversos eventos e espaços culturais. Benita completa 28 anos de narração oral, tendo atuado em 22 estados do Brasil e mais de 10 países, fazendo Conferências, Palestras, Oficinas, Cursos, Eventos, Apresentações e Espetáculos.

 

 

 

 










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.